domingo, 4 de julho de 2010

Peninha - Que Pena

sábado, 3 de julho de 2010

Wanderléa & Fábio Jr. - Esqueça (Jovem Guarda)

Fabio Jr. -- Caça e caçador - Clipe Oficial

Fabio Jr. -- Sem limites para sonhar - Clipe Oficial

Simone & Fabio Jr - Senta aqui

The Doors - You're Lost Little Girl lyrics subtitulado español

A dor de quem decide pela separação

A dor de quem decide pela separação

Quem opta pelo fim da relação vive o luto antes mesmo do término
Tendemos sempre a achar que quem "é deixado" é a grande vítima num relacionamento. O que ocorre é que quem é deixado está numa situação completamente passiva e é obrigado a lidar com todo o sentimento de impotência. Não há o que fazer. Como lutar contra uma certeza do parceiro?
Quem fica é arrebatado por um sentimento de traição mesmo sem ter havido "traição", propriamente. Quem fica se sente à deriva, abandonado, rejeitado, desamado... sem chão. O que resta para quem é deixado são as lágrimas. Às vezes, dependendo do despreparo ou da surpresa com a notícia, tem-se o impulso de fazer malabarismos para que o outro volte atrás. Mas é inútil.

Vilão e vítima

Comete-se o engano de acreditar que quem saiu da relação "está numa boa". Este é visto como o vilão da história, aquele que provoca o sofrimento. Mas não é bem assim que acontece...
Numa relação estável, que começou com a intenção de que fosse o mais duradoura possível, é claro que ambos caminham na direção de solidificar o casal. Espera-se que o amor seja para todo o sempre e por mais que se fique atento à evolução do relacionamento, o amor, o tesão, o interesse por perpetuar o vínculo pode acabar de um dos lados. Às vezes acontece de ambos irem perdendo o interesse gradualmente e quase ao mesmo tempo. Mas na maioria dos casos esse desinteresse é unilateral.
Quem deixou de amar também se frustra. Quem deixou de amar não gostaria de ter deixado de amar, mas não se trata de uma decisão, isso simplesmente acontece. Ele vasculha dentro de si por longo tempo para reencontrar o desejo, a paixão dos primeiros tempos mas nada encontra. Vive um grande conflito e entra em estado de luto.

Culpa e frustração

Quem deixou de amar também perdeu um amor e passa um longo tempo muitas vezes se culpando, antevendo a dor de seu parceiro, desejando evitar que ele se magoe. E muitas vezes, na tentativa de negar que os sentimentos apenas se esvaíram, na crença de que é preciso haver um motivo mais contundente para a separação, que não basta que o amor e o desejo tenham se esgotado, cometem-se equívocos.
Se você se encontra nessa situação, preste atenção para não tornar a separação desnecessariamente mais dolorida do que naturalmente é, evitando as seguintes situações:
  • Provocar discussões estéreis
  • Buscar um relacionamento fora como forma de se punir pela culpa por ter deixado de amar seu parceiro
  • Buscar uma proximidade forçada para "disfarçar" seus reais sentimentos e intenções
  • Desprezar seu parceiro ou tratá-lo com indiferença, imaginando que assim fará com que ele também deixe de lhe amar, facilitando sua decisão
Essas atitudes apenas vão prolongar e acentuar a inevitável dor da tomada de decisão.
Ninguém acorda pela manhã com a descoberta de que deseja se separar. Isso é um processo, vamos nos percebendo aos poucos. Quem passa por essa experiência se submete a um recolhimento reflexivo aflitivo porque muitas vezes não consegue aceitar facilmente a realidade de seus sentimentos. E até que perceba a impossibilidade da continuidade da convivência, vai-se vivendo o luto da perda de um amor, dos planos, dos projetos em comum.
É um engano acreditar que quem deseja se separar "está numa boa". A diferença entre que sai e quem fica é que quem sai vive o luto antes da efetivação da separação."A diferença entre que sai e quem fica é que quem sai vive o luto antes da efetivação da separação." E acrescente-se aí toda a coragem necessária para comunicar ao parceiro e administrar com equilíbrio os desdobramentos dessa decisão.

Pequenos lutos

O ditado que diz que "quando um não quer dois não brigam" aplica-se perfeitamente nos casos em que o desejo de separar-se é unilateral. Quando um dos dois lados chega a comunicar essa decisão, isso já foi longamente maturado - e sofrido. A sensação de alívio experimentada por quem sai e a aparente simplicidade com que pode lidar com a questão são muitas vezes vistas como insenbilidade, e isso é outro engano.
Cada qual à sua forma e nos seus tempos, vive a dor da perda, e passado o primeiro impacto é sempre bom ter consigo que nas relações de afeto não existe certificado de garantia e muito menos prazo de validade.
Começo, meio e fim. Mesmo as relações que duram "até que a morte nos separe" sofrem pequenos lutos no meio do caminho.
SOBRE O AUTOR
Celia 
Lima
Psicoterapeuta Holística, utiliza florais e técnicas da psicossíntese como apoio ao processo terapêutico. Presta atendimento individual e em grupo, e serviços de coaching pessoal, profissional e organizacional.

20 e Poucos Anos - Fábio Jr.

Enfrentando a dor da traição

Enfrentando a dor da traição

Reflita sobre quais escolhas e atitudes levaram à infidelidade
Quanto maior o QI do homem menos ele trai, enquanto a mulher, pela sua natureza mais fiel, não apresenta essa diferença. Essas informações de uma pesquisa britânica me fizeram refletir sobre a relação entre a inteligência e a ocorrência de traições.
À medida que conhecemos e percebemos nossos limites, mais conseguimos nos expressar, dialogar e chegar a conciliações. Lidamos melhor com nós mesmos e com o outro. Assim, somos capazes de fortalecer vínculos e solucionar brechas energéticas do relacionamento, antes que elas levem a situações como a traição.
Muitas vezes as pessoas são pegas de surpresa pela traição. Mas ela é construída, resultado de um processo. Nós literalmente criamos e alimentamos a traição com pequenas atitudes e escolhas do dia-a-dia. Sem perceber, ignoramos a realidade e a verdade de nós mesmos e do outro continuamente. Por isso essa situação dolorosa representa um importante aprendizado, chamando nossa atenção para aquilo que estamos criando sem consciência.
Quem tem uma visão limitada sobre si mesmo também a tem para o outro. Se duas pessoas não conseguem enxergar a si mesmas, como alcançarão uma a outra? "Se duas pessoas não conseguem enxergar a si mesmas, como alcançarão uma a outra? " Elas acabam vivendo realidades distintas que não se encontram, cada um vive em sua realidade distorcida.

Ilusão x Verdade

É comum construirmos nossos relacionamentos em bases falsas que um dia se desfazem. Viver ilusões é cansativo, pois precisamos continuamente nos policiar, nos tolhendo e atuando em papeis que não correspondem a quem realmente somos. Não atendemos às nossas verdadeiras necessidades e vontades.
Alimentar ilusões pode funcionar por algum tempo, por anos ou até por uma vida inteira. Mas o risco delas se desfazerem a qualquer momento é enorme. Esse risco pode colocar também em jogo um dos pilares básicos de um relacionamento: a confiança.
A traição sempre traz à tona muita dor, que vai sendo acumulada ao longo do relacionamento. A cada vez que deixamos de nos colocar, que cedemos ao outro desrespeitando a nossa verdade, que tentamos manipular, que olhamos apenas para o outro sem olhar para dentro de nós mesmos e vice-versa. Assim, a maior traição acontece primeiramente dentro de nós mesmos quando traímos a nossa verdade.

O eu machucado e distorcido

Quando nos omitimos ou nos colocamos de forma agressiva não estamos no verdadeiro eu, mas em nosso "eu machucado", que distorce os fatos e o peso dos acontecimentos. Imagine que alguém esbarra levemente em você. Agora imagine que alguém esbarra da mesma maneira, mas bem em cima de seu machucado. O estímulo externo é o mesmo, mas a sensação ao recebê-lo é completamente diferente. Por isso, a resposta do "eu machucado" é movida pela dor e toma um tom defensivo. O outro, por sua vez, também pode também receber e interpretar essa resposta a partir do seu "eu machucado". Perceba quanta dor é colocada no relacionamento, ao mesmo tempo em que a verdade vai se perdendo dessa dinâmica.
O que geralmente acontece é a falta de vontade e de autocomprometimento em perceber e buscar continuamente a real qualidade da energia que criamos em nós e em nosso relacionamento. É preciso enfrentar sentimentos e crenças negativas, percebendo esse "eu machucado" e distorcido, que nos faz ter atitudes baseadas no medo, na raiva, na manipulação.

Você está consciente das escolhas que tem feito?

Não há certo ou errado, mas escolhas e consequências. Você percebe a energia por trás de suas escolhas em seus relacionamentos?
  • É amor ou medo?
  • É o amor ou a preguiça de ter que enxergar e trabalhar diferenças?
  • É amor ou autoafirmação?
É preciso se desapegar do externo, fazendo escolhas baseadas na sua verdade. É claro que devemos considerar o parceiro, mas não podemos nos decidir em função dele em detrimento de nós mesmos.
Se você traiu ou foi traído vale a pena refletir e buscar dentro de si, da maneira mais sincera e honesta possível, como se formou o caminho que o levou a traição.
  • Quais atitudes suas, sejam ativas ou passivas, contribuíram para a traição?
  • Quais questões e sentimentos seus estão desarmonizados?
SOBRE O AUTOR
Ceci 
Akamatsu
Terapeuta acquântica, faz atendimentos individuais no Rio de Janeiro e em São Paulo. Bióloga por formação, se especializou em terapias que promovem a harmonia e o bem-viver.

 

So você-Fabio Junior

Fábio Jr - Alma Gêmea

FÁBIO JR. - PAREÇO UM MENINO

É amor ou apenas comodismo?

É amor ou apenas comodismo?

Reflita se o seu relacionamento merece ou não uma nova chance

Tem gente que gosta de acumular coisas. Outras acumulam pessoas.
Muitas vezes, com medo de ficar só, mantemos relações já desgastadas, nas quais o prazer foi esquecido há muito tempo. Carregamos nas costas o peso do comodismo, fechando os olhos para novas oportunidades.
Quantas relações assim você mantém em sua vida, com medo do novo?
Falta de compreensão, de companheirismo, de diálogo, de respeito e de confiança são fatores que realmente podem acabar com um amor. Conforme o tempo passa, a sensação é de que tudo que já existiu está acabando. Como se os tons de uma tela perdessem as cores fortes, por acúmulo de poeira ou exposição ao sol. Pura falta de cuidado.

Ser feliz ou ter razão?

Muitos casais permanecem juntos, mas não se sentem satisfeitos. Acabam reclamando com frequência das decepções causadas por brigas, discussões e desconfianças.
Situações mal resolvidas são realmente difíceis, mas costumo dizer que nada é impossível nesta vida. Se desejarmos com o nosso coração, acabamos realizando as mudanças mais inusitadas.
Arriscar na própria transformação é a única maneira de realmente tentar reinventar uma relação de amor.
Quando mergulhamos nas nossas fraquezas, sempre acabamos por descobrir a intransigência,o orgulho, a prepotência e o próprio desgaste pessoal. Além de falta de amor próprio e a desonestidade consigo mesmo. Quando procuramos uma válvula de escape num outro relacionamento para preencher o vazio interno, na maior parte das vezes estamos com muita vontade de ter razão e pouca vontade de ser feliz.
Se um dos envolvidos realmente decide assumir suas próprias dificuldades e elimina o hábito de apontar o outro como a causa absoluta de seus desagrados, o amor tem grande chance de reviver.

Olhe para dentro

Desista de achar que o outro é sempre culpado. Procure nas suas atitudes as mudanças necessárias, na sincera busca da relação que deseja. Você nunca vai conseguir mudar realmente o outro se não mudar a si mesmo primeiro."Você nunca vai conseguir mudar realmente o outro se não mudar a si mesmo primeiro."
O maior problema dos relacionamentos é que esquecemos o quanto amadurecemos, crescemos, mudamos com o tempo. Devemos caminhar juntos, lado a lado, conforme nosso próprio desenvolvimento. Jamais teremos os mesmos sentimentos do início, até porque não somos mais os mesmos. Mas podemos alimentar com carinho todas as diferentes fases de nossas vidas juntos. Transformando todos os dias em um novo recomeço.
Permitir-se ser dependente de outra pessoa é a pior coisa que podemos fazer a nós mesmos. Se você está à espera que alguém o faça feliz, ficará interminavelmente desiludido.

Dê uma chance ao amor

A felicidade não mora no exterior, mas no seu interior. Todos dependemos unicamente de nós mesmos para nos satisfazermos. Depositar no outro esta responsabilidade é desonesto com você e com a outra pessoa também. Todo casal que decide se reconquistar acaba reencontrando e fortalecendo ainda mais o respeito, a admiração, a amizade e o amor.
Desista das velhas frases, reveja seus comportamentos, pensamentos e atitudes. Dê uma chance para vocês. Quando um se modifica, inevitavelmente o outro tende a mudar também. Com os dois conscientes e com vontade de investir nos anos de convivência, um novo e forte sentimento pode queimar em seus corações. Mas se já esta cansado e acredita que não tem mais jeito, não adianta insistir. Neste caso, encha seu coração de coragem, de amor por você e pelo outro, pegue em suas mãos sua vida e seja feliz mesmo assim.
Não se acomode nunca, a vida passa rápido. Sei que não é fácil, longe disso. Afinal reconhecer nossas fraquezas é muitas vezes dolorido. Mas vale muito a pena. Com a lição já aprendida, num próximo momento você pode se dar a oportunidade de fazer tudo diferente, mesmo que seja nesta antiga relação desgastada.
Seria bom que nós entendêssemos que todos os relacionamentos se fazem com cuidados, carinhos, respeito, amizade, atenção, abraços, transparência, elogios e muitos beijos. Devemos construir as relações sobre as qualidades. Jamais acusar. Sempre falar só sobre o que e como nos sentimos. Só desta maneira teremos certeza da verdade, pois só temos condições de falarmos com certeza de nós mesmos, nunca do outro. Aquele que se preocupa em achar os erros do outro não tem tempo para o amor.
Cuidar de nossas relações é como cuidar do amor que dedicamos a nós mesmos!
SOBRE O AUTOR
Regina 
Restelli
Terapeuta Energética. Combina técnicas e dinâmicas energéticas com base na Radiestesia e na Radiônica. Mantém no Rio de Janeiro o Sanat Kumara Centro de Terapias Energéticas.

Que tal um jantar afrodisíaco?

Que tal um jantar afrodisíaco?

Confira uma dica de cardápio fácil de preparar e aposte na sedução

Se você deseja surpreender seu par nesse Dia dos Namorados, aceite esta proposta: curta o seu amor longe das filas e lugares lotados. O que acha da ideia de um jantar afrodisíaco?
Sugiro um cardápio absolutamente fácil de preparar e que ressalta alimentos importantes, ricos em vitaminas e sais minerais. A queda na libido pode ser uma deficiência de vitaminas, sabia?
Além das vitaminas, existem também alimentos que facilitam o "jogo de sedução", como o vinho que é vasodilatodor, ativa circulação e estimula pela cor e sabor. Cuidado com a quantidade, pois mais de duas taças podem dar sono e diminuir a potência masculina. Isto também se aplica ao charmoso champagne!

Leveza e sedução: saiba mais sobre afrodisíacos

Os alimentos afrodisíacos são discutidos há milênios. Afrodite, a deusa do amor pelos gregos, emergiu do oceano em uma concha. Onde os seus pés tocavam, nascia uma planta, e a primeira delas foi a romã, considerada afrodisíaca até os dias de hoje. Outros alimentos que se aplicam a esta lenda são os morangos, pêssegos e a própria maçã, fruto da tentação! A uva é associada ao prazer, à fertilidade e ao Deus Dionísio ou Baco, daí a origem da palavra "bacanal".
Os frutos do mar são campeões afrodisíacos, em especial as ostras, vieiras e mexilhões, pelo alto teor de zinco. Segundo consta, a ostra aumenta a produção de testosterona. Casanova era fã de ostras, todas as manhãs comia uma bela quantidade. O bom destes alimentos está na sua leveza, pois feijoada e sedução não combinam...Também não utilize alho e cebola neste dia para não estragar o hálito.
Segundo a sabedoria popular, quanto mais apimentada a comida, mais apimentado o amante! Mas não abuse da quantidade, pois ocasionará uma gastrite e estragará a noite especial. Utilize um pouco de pimenta vermelha ou pimenta rosa ou ainda gengibre. Cravo e canela, pelo aroma e calor que provocam são estimulantes.
Outro grande poderoso alimento é o chocolate, queridinho da população feminina - mas não somente por ela. Há quem diga que Don Juan e alguns reis da história se estimulavam com um bom chocolate quente!
Ainda há quem acredite em gemada, ovos de codorna ("eu quero ovo de codorna pra comer, o meu problema você tem que resolver", como diz uma música popular brasileira) e até catuaba. O importante é exercitar a mente e a imaginação, que é o mais poderoso afrodisíaco!

Sugestão de cardápio

  • "Pout pourri de frutas secas com castanhas" - misture e coloque em taças transparentes: castanha do pará, uva passa preta e branca, damasco picado e amendoim.
  • Para beber, o famoso "Sex on the beach" - coloque num copo vodca (cerca de 1 xícara de café), suco de laranja e groselha (coloque delicadamente para formar tons diferentes no copo). Faça numa taça comprida e charmosa.
  • Outra ideia é servir um belo champagne com um morango dentro da taça. Ou escolha um bom vinho tinto. Acompanhe com água ou água gasosa.
  • Para quem não quer ou não pode consumir bebidas alcoólicas, sugiro uma falsa sangria: suco de uva com uma pitada de canela e uma colher de sopa de maçã bem picadinha.
  • Para a entrada: Ninho de salada - coloque alface americana picadinha, formando um círculo. Coloque tomates cerejas partidos ao meio, palmitos e 2 belos camarões grandes (ferva até ficarem cozidos). Tempere na hora de servir com azeite, sal e limão. Monte em pratos individuais.
  • Prato principal: Espaguete caliente - coloque na água fervente com sal não precisa do óleo) macarrão talharini. Enquanto o macarrão cozinha, doure na manteiga uma rodela de gengibre picadinho, um pedaço de pimenta dedo de moça (bem pouquinho), cheiro verde picadinho (cerca de duas colheres de sopa). Aacrescente champignon picadinho, azeitonas pretas picadas e misture o macarrão. Coloque um fio de azeite, ajuste o sal se necessário. Sirva quente, decorado com 1 pimenta dedo de moça inteira.
  • Sobremesa: morangos com chantilly ou mousse de chocolate - bata o chantilly ou compre pronto. Lave bem os morangos e coloque em taças. Para a mousse, derreta 180 g de chocolate meio amargo (coloque no microondas e vá vendo o tempo ou em banho-maria, mas tome muito cuidado para não ir água no chocolate). Quando frio, acrescente 1 caixinha de creme de leite sem o soro. Bata quatro claras em neve, depois coloque quatro colheres de sopa de açúcar e bata um pouco mais. Misture tudo e sirva gelado.
Sugiro que depois deste cardápio, namorem muito e gastem as calorias!
Para a decoração, use rosas vermelhas, bandejas de frutas e velas flutuantes. Arrume uma bela mesa e coloque uma boa música romântica ao fundo.Bom divertimento!
SOBRE O AUTOR
Amanda 
Buonavoglia
Nutricionista especialista em "Personal Diet" e Nutrição ampliada pela Antroposofia. Atua em consultório, escolas e ensinando pessoas a cozinhar de uma maneira mais saudável.

Prepare uma noite muito especial

Prepare uma noite muito especial

Dicas da Aromaterapia e Cromoterapia

por Solange Lima

Você já sabe o que vai fazer para deixar a sua noite no Dia dos Namorados mais romântica? A Cromoterapia e a Aromaterapia podem contribuir para sua comemoração ser bastante especial.
Através da energia das cores, a Cromoterapia pode ajudar a trazer um ambiente harmonioso, sensual e provocante. A cor vermelha remete a paixão, ao desejo. É uma cor intensa e estimulante. Você pode utilizar lingeries ou peças de roupa nessa cor. Pode, ainda, utilizar alguma lâmpada vermelha no ambiente. Mas não utilize uma luz direta,prefira o abajur.
A cor rosa também ajuda a trazer uma noite mais romântica, pois é a cor da afetividade e do amor. Enfeite a casa com flores, de preferência rosas, e espalhe velas aromatizadas pelo ambiente. Outra opção é utilizar sprays de aromas sensuais como os orientais ou amadeirados.
Algumas sinergias que você pode utilizar em sprays ou difusores elétricos:
  • Sândalo + Ylang Ylang - afrodísiaco
  • Ylang Ylang + Tangerina ou Jasmim - aumenta a autoconfiança e autoestima
  • Tangerina + Ylang Ylang + Patchouly - deixa o ambiente mais agradável e amoroso
No caso de difusores utilize duas gotas de cada óleo essencial. Já para os sprays, sugiro consultar um aromaterapeuta.

Banho e massagem

Uma outra sugestão é preparar um banho a dois. Jogue pétalas de rosas vermelhas e brancas na banheira e faça um óleo de banho para jogar na água:
  • 5 gotas de óleo essencial de Gerânio
  • 5 gotas de óleo essencial de Sândalo
  • 5 gotas de óleo essencial de Petitgrain
  • 10 ml de óleo vegetal de Semente de Uva ou Gergelim
Ofereça uma massagem sensual e relaxante, não há quem não se derreta com o toque suave das mãos de quem ama. Misture:
  • 3 gotas de óleo essencial de Patchouly
  • 3 gotas de óleo essencial de Limão Tahiti
  • 3 gotas de óleo essencial de Ylang Ylang
  • 30 ml de óleo vegetal de Semente de Uva ou Gergelim
SOBRE O AUTOR
Solange
 Lima
Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo.

"I've gotta get a message to you" by Bee Gees

O que você quer do seu namoro?

O que você quer do seu namoro?

Acordos economizam uma boa dose de desentendimentos e mágoas

Cada um de nós tem mais ou menos formatado o que significa um namoro, como ele começa e as bases "óbvias" em que ele deve se desenrolar.
Gostamos de imaginar que a pessoa por quem nos afeiçoamos pensa o namoro como nós pensamos. As relações, de um modo geral, vem carregadas de regras. E na maior parte das vezes, essas regras ou acordos são implícitos, não é costume falar a respeito.
Qual é o usual, o que estamos acostumados a esperar de um namoro? Veja se isso lhe é familiar:
  • Quero que meu namorado seja atencioso, carinhoso
  • Quero que minha namorada seja fiel, que não olhe para ninguém com segundas intenções
  • Quero que ele seja romântico na medida certa
  • Espero que ela respeite minha individualidade
  • Tomara que ele goste de ficar em casa
E o que acontece tantas vezes?
  • Ele esquece do encontro
  • Ela é "simpática demais" com um amigo da turma
  • Nem sempre o celular está carregado
  • Neste fim de semana ele "prefere" sair com os amigos
Pode parecer um tanto pragmático fazer acordos, mas os acordos economizam uma boa dose de desentendimentos e de mágoas, além de promover um compromisso consigo mesmo na relação. Quando os acordos são explícitos o casal passa a se conhecer melhor e a aprofundar os diálogos"Quando os acordos são explícitos o casal passa a se conhecer melhor e a aprofundar os diálogos" , permitindo assim que um conheça melhor o outro e, muito importante, a si mesmo!
Isso não significa que mesmo que sejam explícitos os acordos não possam ser rompidos ou reavaliados. Por isso é importante analisar sem hipocrisia se você é capaz de cumprir um acordo, se o que você propõe ao outro está dentro dos limites possíveis. O que você quer de seu parceiro? Garantias de que ele será seu principe encantado, sua deusa infalível? Você está realmente apto a dar aquilo que exige? Sinceramente? Honestamente?

Atestado de propriedade

Um dos pontos mais vulneráveis de todos os casais está no ciúme. No desejo de ter-se garantia de que o par não se sentirá atraído por mais ninguém na face da terra a não ser por você. Na certeza de que mesmo que ele encontre os amigos no caminho de volta pra casa ele irá mesmo para casa, não se sentirá tentado a ir tomar um choppinho com a galera.
O que é uma relação, afinal? É um atestado de propriedade ou uma oportunidade de trocas íntimas que promova uma afinação gostosa entre o casal?
É claro que não se começa um relacionamento com lápis e papel nas mãos, a intimidade se estabelece aos poucos. E o momento de falar sobre as "regras" será percebido mais cedo ou mais tarde.
Seguem algumas sugestões de temas importantes a serem acordados num relacionamento para que se possa experimentar mais sossego e leveza ao invés de chateações e cobranças:
  • Quantas vezes por semana vamos nos encontrar? (lembre-se de que trata-se de um namoro, não de um casamento...)
  • Quantas vezes por dia vamos nos falar ao telefone ou comunicador instantâneo? (lembre-se que vocês não são a única pessoa um na vida do outro, que as atividades existentes antes do namoro não deixarão de existir e que outras podem ser agregadas)
  • Essa relação pressupõe fidelidade? O que significa fidelidade para cada um? (lembre-se de propor apenas coisas que você também é capaz de cumprir)
  • Esse é um relacionamento aberto? Em que bases? (não esqueça que você não precisa ser moderninho só para poder justificar possíveis "derrapadas". Avalie se deseja mesmo uma relação nesses moldes e se tem estrutura emocional para levar esse tipo de acordo em frente)
  • É importante "falar tudo"? Ou é importante falar tudo o que é importante?(não se pode esquecer que o ser humano diz pequenas mentiras praticamente todos os dias, seja para não ferir alguém ou para se proteger. Encostar alguém na parede atrás de uma verdade que não vai ter utilidade nenhuma pode comprometer um relacionamento promissor)
Namorar é uma delícia! É um período de conhecimento, de sentimentos intensos, de avaliação, de experimentos, de frustrações, algumas decepções e boas surpresas. Namorando também se aprende a viver melhor, mais honestamente. Namorar é uma tremenda oportunidade para nos conhecermos, percebermos nossos limites e também para exercitar nossa flexibilidade.
Os acordos num relacionamento podem ser uma ferramenta maravilhosa para que se aproveite mais o lado gostoso de relacionar-se, para que se experimente a palavra-chave de todas as relações: confiança.
SOBRE O AUTOR
Celia 
Lima
Psicoterapeuta Holística, utiliza florais e técnicas da psicossíntese como apoio ao processo terapêutico. Presta atendimento individual e em grupo, e serviços de coaching pessoal, profissional e organizacional.

 

THE BRAND NEW HEAVIES - "I DON'T KNOW WHY (I LOVE YOU)"

...bora lá...é só clicar...

LeePubli.com

ganha a ler mails...já o fazes mas por aqui...ganhas o teu...clica aqui...

publituga.com

Siga a ganhar uns cobres...vê como...

Leemails.com

Ganhe a ler mails,visitar sites...clique e siga o site..

Publipt! Clique Aqui!

CLIQUEM AÌ::::

CLIQUEM AQUI:::

Seguidores

Ocorreu um erro neste dispositivo

Pesquisar neste blogue

CLICA:::::ganha o teu...

PTBux
 Veja mais anúncios grátis

Busquem-me Aqui...