sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Tenha uma boa boite de sono...

Tenha uma boa noite de sono

Dicas para relaxar profundamente e acordar com mais disposição

por Katia Leite
A vida agitada de nossos dias talvez tenha nos afastado de verdades muito simples. Diversas preocupações que enfrentamos em nosso dia-a-dia podem ser muito melhor resolvidas se tomamos consciência da necessidade de uma boa noite de sono. Quantas vezes nos deparamos com uma situação difícil que nos exige reflexão e esta preocupação não nos deixa dormir? No dia seguinte, exaustos e estressados, temos ainda menos condição de resolver a questão e a tendência é de que se crie uma "bola de neve" que nos leva, inevitavelmente, a uma decisão não ponderada. Por outro lado, quando algo nos incomoda e nos entregamos a uma boa noite de sono muitas vezes acordamos com a mente mais clara e boas sugestões "surgem" ao despertar. Enquanto dormimos muitos aspectos de nosso metabolismo descansam, ao passo que outros, ligados à limpeza e à recuperação, entram em plena atividade. Dormir - à noite e no escuro - é muito importante para a manutenção de uma vida saudável.

Mas, o que fazer para não cair na armadilha da preocupação que nos tira o sono? Algumas dicas importantes podem ser seguidas. Definir o horário que vamos para cama diariamente é uma boa estratégia e depende de um controle do horário em que nos desligamos de nossas atividades, seja na rua, em casa no computador ou na televisão, ou em nossa convivência social. Além disso, para preparar o sono, podemos nos utilizar de estratégias muito simples, como um banho relaxante, uma técnica básica de respiração, a aromatização do quarto com um óleo essencial, uma breve meditação, escutar uma música ou mantra ou fazer uma imaginação dirigida. O importante é você descobrir o que te acalma e relaxa. Abrace uma bela noite de sono e o dia seguinte te receberá muito melhor!

Sugestões para obter uma noite de sono profundo e relaxante:

* 1O banho antes de dormir pode ser um importante aliado do sono para a maioria das pessoas, aquecendo no inverno e refrescando nas noites quentes. Mas é importante que você se observe: há pessoas que despertam com o banho!
* 2Receber uma massagem é sempre muito relaxante, mas na impossibilidade de isso ocorrer, dedique alguns minutos antes de dormir massageando os seus próprios pés.
* 3Deitado de barriga para cima coloque suavemente suas mãos abaixo do umbigo. Respire lenta e profundamente procurando "empurrar" suas mãos com a barriga. O ideal é que o seu peito mova-se minimamente. Insufle o ar e segure a respiração pelo tempo que puder. Ao expirar, sopre pela boca todo o ar que conseguir. Repita este ciclo sete vezes. Você se surpreenderá com o nível de relaxamento que este exercício respiratório tão simples promove!
* 4Coloque no quarto onde vai dormir um aromatizador, de preferência elétrico, com três gotas de óleo essencial de lavanda. Se você não tiver o aromatizador pode pingar uma gota do mesmo óleo debaixo de seu travesseiro.
* 5Meditar antes de dormir pode ajudar muito.
* 6Desligue a TV! Dormir embalado pelos programas televisivos pode não ser a melhor opção. Se você tiver este hábito, substitua-o por música suave ou mantras usados para meditação.
* 7Dirigir sua imaginação para ambientes e situações relaxantes e acolhedoras também pode ser um aliado excelente na hora de dormir. Visualizar paisagens, pensar em si mesmo tomando um banho de mar ou caminhando numa estrada agradável pode ajudar a afastar outras imagens e pensamento recorrentes.

Se após estas tentativas você ainda tiver dificuldade para dormir, procure um profissional que possa orientar alguma terapia não invasiva, como a terapia floral, a hidroterapia, a massoterapia, a auriculoterapia, a arte integrativa, a automassagem, a reflexologia entre outras. A natureza oferece muitos elementos que podem melhorar seu sono e, em conseqüência, sua qualidade de vida.

Afinal a nossa vida é justa????

Afinal, a nossa vida é justa?

Encare as situações difíceis como chances de aprendizado

por Clarissa De Franco
É muito comum, ao sofrermos um grande trauma ou passarmos por situações difíceis, buscarmos um entendimento acerca dos motivos que fizeram com que aquilo ocorresse. Tentando atribuir um sentido lógico aos acontecimentos, muitas vezes precisamos apontar um responsável, alguém em quem se possa depositar nossa dor, raiva, frustração e mágoa. Esse alguém pode ser uma pessoa de fora, o destino, Deus, ou nós mesmos... Afinal, por que será que acontecem coisas ruins com pessoas boas? Eis a velha questão que sempre aparece.

De fato, o ser humano não está preparado para a dor. Somos ensinados desde novos a buscar a felicidade, mas... e quando ela não vem, por algum motivo inexplicável, apesar de tanto esforço? Não nos diziam que era só fazermos a nossa parte e tudo daria certo? Será que só nos resta aquele gosto amargo da derrota e do fracasso?

A essa altura do texto, algum leitor já pode estar desanimado. "Não quero falar de dor, sai pra lá". Esse texto também não tem esse objetivo, e sim o de fazer brotar em quem estiver lendo a semente da coragem. Passar por situações ruins não tem a ver necessariamente com merecimento, mas sim com aprendizado. "Passar por situações ruins não tem a ver necessariamente com merecimento, mas sim com aprendizado. " Por isso, a vida nos convida a todo instante a renascer, através da aceitação dos nossos limites.

Fazer a nossa parte é oferecer nosso melhor, auxiliar o outro a também fazer a parte dele e esperar humildemente pelo desenrolar dos acontecimentos. Não é maravilhoso saber que podemos parar a cadeia do mal em nós mesmos, corrigindo nossos erros e evitando julgar os outros? Merecimento existe sim, mas não do modo como imaginamos. A vida não é uma equação matemática, exata e linear. Os erros fazem parte da trajetória e há vários caminhos para se chegar a um mesmo resultado, por isso, o esforço sempre a vale a pena, desde que tenhamos consciência dos nossos limites.

Paciência, tolerância e aceitação são as chaves de uma convivência de paz consigo mesmo e com o mundo. Lembre-se: culpar os outros não traz a tão sonhada felicidade. E, como diria o cantor e letrista Lenine: "mesmo quanto tudo pede um pouco mais de calma, até mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma, a vida não para (...) A vida é tão rara".

Vamos aproveitar essa raridade de estarmos juntos aqui e agora para construir algo melhor. Porque justa ou não, a vida é bela e cheia de oportunidades!

Cirurgia plástica e auto-estima

Cirurgia plástica e auto-estima

Redefinindo os limites de interacção de si mesmo com o mundo

por Clarissa De Franco
Muito se fala sobre o excesso de procura por cirurgias plásticas nos últimos anos. Aparentemente, tornou-se banal mudar o formato do nariz, o tamanho dos seios, a silhueta e, em menos de um mês, apresentar uma nova versão de si para o mundo.

O que se fala menos, no entanto, é que, de banal, uma cirurgia plástica não tem nada. Toda mudança na imagem corporal é antes de tudo uma transformação psicológica poderosa. A primeira mudança significativa parece ser um "ajuste" da imagem ideal que se tem sobre si mesmo à imagem real que mostramos aos outros. Esse ajuste vem com uma força de reparação, como se tivéssemos vivido até aquele momento com um corpo que não nos pertencesse ou não fizesse jus ao nosso verdadeiro eu.

Esse novo e verdadeiro eu, fruto do processo de reparação e de compensação pelos anos de sofrimento em silêncio anteriores à cirurgia, sente-se finalmente com sua carga total, com força e poder para fazer de sua biografia aquilo de que sempre se considerou merecedor. Enfim, é hora de viver, de sair da toca e se mostrar, deixando para trás um passado de vergonha, timidez, menos-valia, baixa autoestima e repressão de desejos. Aquela garota que não se sentia vista ou valorizada passa a ser a mulher da vez. O mecanismo é parecido com o de um "novo rico", que se deslumbra com o poder e o status que sua nova condição promove.

Além da transformação física

E qual seria o poder adquirido após uma cirurgia plástica? Ora, o maior dos poderes: a descoberta da força imensa da confiança em si mesmo e do impacto que ela promove nas pessoas em volta. Isso, em princípio é algo extremamente positivo e que traz grandes mudanças sobre a relação da pessoa consigo mesma e com os outros. Mas como um mar adormecido que percebe repentinamente sua força e seu poder de sedução sobre os homens e pode sofrer ressacas de suas próprias instabilidades de marés, o "novo operado" também pode cair em marés conturbadas.

Em geral, é difícil fugir do deslumbramento e da sensação inicial de que agora o "novo operado" pode muito mais do que antes. Há uma grande tentação de ceder aos chamamentos da vaidade, de conquistar aquele homem que não lhe notava, de atrair olhares de admiração e flerte, de mostrar-se muito mais, mais e mais... Infelizmente, há muitas variáveis psicológicas que escapam ao nosso controle e que geralmente acompanham o processo de transformação de imagem, todas relacionadas à descoberta do poder, que traz á tona uma série de situações inconscientes.

Ou seja, não estamos falando de uma transformação física apenas, essa parece ser a mais sutil das mudanças. Falamos de transformação de personalidade, da atuação das pessoas no mundo. O perigo é negligenciar aspectos importantes da vida deixada para trás, esquecendo-se de uma palavrinha fundamental: humildade.

Da baixa autoestima à supervalorização da imagem

Como em todo processo da vida, o equilíbrio é o estado mais difícil de ser conquistado (já diria o budismo há séculos), por isso é comum, após uma cirurgia plástica, passarmos da baixa autoestima para a supervalorização de nossa imagem, antes de entendermos que o corpo é apenas uma ferramenta de nossa relação com o mundo, não representando diretamente quem somos em essência. Senão, o que pensar de alguém que tem uma mudança corporal "negativa", como tornar-se tetraplérgico de uma hora para outra? Só sobraria a depressão a esta pessoa? Certamente não.

As marcas pelas quais somos reconhecidos na trajetória de vida, beleza, simpatia, timidez, exuberância, inteligência, estranheza, deficiência, carisma, entre outras, são apenas um dos muitos elementos que compõem nosso ser. As mudanças corporais, como quaisquer mudanças, servem para tomarmos consciência desses pequenos elementos e de como é frágil e manipulável nossa atuação no mundo. O que somos está além do que representamos em determinados momentos, mas vai sendo modulado por essas representações e pelos olhares alheios, que reforçam ou ignoram variáveis ao longo dos tempos. Somos a combinação desse jogo de forças entre o que está dentro e fora de nós."Somos a combinação desse jogo de forças entre o que está dentro e fora de nós."

Imbuídos dessa nova compreensão, aí sim podemos ir atrás da verdadeira mudança: a consciência do real valor de cada um, ricos e únicos, mas não mais ou menos especiais que os outros. No fundo, o que todos buscamos é o encontro do real com o ideal, do possível dentro de nós e do concretizável na prática, e para isso, cada um vai conhecendo seus limites, desafios e rendições.

Inverno pede um chá quentinho

Inverno pede um chá quentinho

Curta o frio bebendo chás terapêuticos ou simplesmente saborosos

por Karin Fromm

Para passar este inverno com saúde e disposição não perca a chance de aquecer sua família de todas as formas: escalda-pés, bolsas térmicas, meias e roupas quentes. E, claro, abuse dos chás! Eles são excelentes companhias nas horas de pausa, recolhimento, encontro ou aconchego... Podem ser terapêuticos ou simplesmente saborosos. Dependendo do que você precisa, há um tipo diferente.

Algumas dicas para um bom chá:

* Os chás de ervas, também conhecidos como tisanas, não devem ser fervidos, assim que a água entrar em ebulição, adicione as ervas, desligue o fogo e abafe por pelo menos 5 minutos.
* Os chás de especiarias podem ser fervidos para que peguem mais gosto.Se você puder, compre as ervas secas ou frescas soltas, por quilo. Você as encontra nas feiras livres, nos mercados municipais ou nas lojas de produtos naturais. Elas são muito mais frescas, saborosas e normalmente têm suas propriedades terapêuticas mais preservadas do que os chás de saquinho.
* Antes de adoçar, experimente seu chá puro e descubra as sutilezas do seu sabor!

Aqui vão algumas sugestões, mas não se acanhe de inventar seus próprios chás!

Para começar o dia:

* Chá verde - é um bom substituto do café, pois também contem cafeína. É também um bom desintoxicante. Experimente fazer uma infusão de 1 pitada de chá verde com algumas folhas de erva-cidreira.

Para acompanhar uma boa conversa:

* Chá de maçã - muito saboroso, combina bem com biscoitos ou bolos simples.Use maçã seca, canela em pau, cravo-da-índia e um bom pedaço de casca de laranja.
* Chá de rosas - muito chique, para tomar com as amigas!Faça a infusão com rosas secas e coloque um dedinho de água de rosas depois de pronto.
* Tchai - é o típico chá indiano, eles tomam tanto tchai como os outros povos tomam café. Ferva no leite por 3 minutos: canela, cravo-da-índia, vagens de cardamomo, gengibre (pouco), anis estrelado, zimbro e açúcar mascavo a gosto. Depois, adicione chá preto ou chá de jasmim e abafe por 5 minutos.

Digestivos:

* Banchá - é o "chá japonês". O mesmo que o chá verde, mas as folhas são envelhecidas por pelo menos três anos. Por ser altamente alcalinizante, também é indicado contra azia.
* Chá de especiarias Ayurvédico - recomendado para ativar o "fogo" da digestão. Indicado para quem tem digestão lenta, gases ou mau-hálito. Ferva paus de canela, alguns cravos-da-índia, vagens de cardamomo e 1 dedinho de gengibre. Podem ser tomadas várias xícaras ao longo do dia.
* Erva-doce - puro ou com canela, é uma delícia!

Para dormir como um anjo:

* Camomila - experimente adicionar à camomila algumas folhas de manjericão. É extremamente calmante.
* Cidreira - por ter um sabor suave e adocicado é muito indicado para as crianças também.

Benefícios dos cosméticos naturais

Benefícios dos cosméticos naturais

Fique atento ao que usa em sua pele. Aprenda tratamentos caseiros.

por Karin Fromm

Se algo faz bem para você, então faz bem para sua pele. Faz muito sentido pensarmos que se você não puder comer ou ingerir algum produto, então ele não é tão saudável assim. É sabido que nossa pele, o maior orgão do nosso corpo, que tem muitas funções importantíssimas como proteção, sustentação, impermeabilização e comunicação é também um grande orgão de assimilação. A pele absorve tudo que passamos nela com incrível rapidez. Isso quer dizer que, em pouco tempo, o que passarmos sobre ela, estará circulando em nossa corrente sanguínea. É o princípio dos medicamentos em adesivos de anticoncepcional, nicotina e emagrecedores, por exemplo.

Os cosméticos industriais são recheados de produtos químicos sintéticos e derivados de petróleo que são maléficos às nossas células em vários sentidos. Alguns componentes responsáveis pela fragrância, pigmento, conservação, espessura e outras características que deixam os cosméticos irresistíveis estão comprovadamente relacionados a doenças que variam de irritações cutâneas e alergias a enxaquecas e até câncer. Até mesmo no mais inocente dos produtos, aquele óleo para bebês por exemplo, é feito a base de óleo mineral, que vem do petróleo, é alergênico e pode até inibir a capacidade de respirar da pele.

É difícil nos livrar completamente dos cosméticos industrializados, mas podemos usá-los de forma consciente."É difícil nos livrar completamente dos cosméticos industrializados, mas podemos usá-los de forma consciente." Será que precisamos realmente usar toda essa quantidade de cremes, tratamentos e maquiagens que a mídia e a moda nos empurram?

Já há no mercado empresas mais preocupadas com a qualidade dos produtos. Encontramos à venda maquiagem (quase) puramente mineral, shampoos e sabonetes menos agressivos e óleos vegetais de boa qualidade.

Aqui algumas dicas para se cuidar com ingredientes que você também poderia comer, ou seja, não fazem mal algum para você!

Hidratante Corporal

Ao invés de usar cremes ou loções prontas, experimente usar um óleo vegetal de boa qualidade. Pode ser de amêndoas, semente de uvas ou mesmo azeite extra-virgem. Eles contém muitas vitaminas e deixam a pele muito saudável. E não se preocupe, você não vai ficar cheirando a salada!

Esfoliação Facial

Experimente fazer uma mistura de três partes de mel e uma parte de gérmen de trigo. Use como esfoliante e deixe agir alguns minutos. Limpa a pele profundamente e remove as células mortas.

Máscara Facial de Algas e Geléia Real

Você já deve ter visto muitos produtos à venda com estes ingredientes. Então porque não fazê-lo em casa? Compre cápsulas de alga Chlorella e cápsulas de geléia real. Abra uma de cada, despeje-as numa vasilha e adicione água filtrada suficiente para dar liga. Aplique no rosto. Você ficará com o rosto verde por uns 10 minutos, depois enxague e sinta como deixa sua pele limpa e nutrida.

Máscara de Argila

A argila é encontrada nas casas de produtos naturais. É só adicionar água filtrada e formar uma pasta. Aplique rapidamente, pois ela endurece. Use no rosto ou no corpo, além de limpar profundamente, ela retira a olesidade e é anti-inflamatória. Deixa na pele até endurecer e depois lave bem. Se você tem pele normal ou oleosa pode ser que precise hidratar após o procedimento.

Máscara Capilar de Babosa

A babosa é conhecida por suas propriedades regeneradoras dos tecidos. Ela restaura, hidrata e dá brilho aos cabelos. Compre uma folha de babosa (ou aloe vera) na feira. Corte-a no sentido longitudinal, retire a polpa com uma colher e bata no liquidificador. Espalhe essa polpa batida nos cabelos previamente limpos e envolva-os com uma touca térmica. Deixe por 25 minutos e enxague.

Máscara Capilar de Óleo de Côco

Esse é o segredo de beleza dos lindos cabelos das mulheres indianas. Elas besuntam os cabelos com óleo de côco e dormem a noite toda assim. Pela manhã lavam os cabelos normalmente. Deixa os cabelos com muito brilho, macios e nutridos.

Pés quentes e cabeça fria

Pés quentes e cabeça fria

Faça um escalda-pés para relaxar e reduzir a sensação de sobrecarga

por Karin From

Escalda-pés é um remédio antigo, indicado por nossas avós para esquentar todo o corpo e afastar resfriados. Mas seus efeitos benéficos vão muito além desses... É excelente para aliviar dores de cabeça, cansaço, tensões musculares, preocupações ou acalmar uma mente muito inquieta. Na medicina chinesa quando os pés estão bem aquecidos é um sinal de saúde e energia circulando bem. O escalda-pés age positivamente no seguinte princípio: o bem-estar acontece quando temos os pés quentes e a cabeça fria! Portanto use e faça sempre que precisar, sem contra-indicações!

Apenas mergulhar os pés por 20 minutos numa bacia com água quente (na temperatura que você aguentar) já é suficiente para que estes pequenos milagres ocorram no seu corpo e na sua mente. Mas confira algumas receitas e aditivos para incrementar o seu ritual de bem-estar... Para relaxar Adicione à água quente 5 gotinhas de óleo essencial de lavanda. Ou um copo de chá de camomila bem concentrado. Inale o perfume das ervas, deixe o local pouco iluminado e tente pensar em nada.

Para limpar

Quando você se sentir muito sobrecarregado ou com aquele mal estar difuso, uma limpeza pode ajudar a clarear as coisas. Adicione um punhado de sal grosso e outro punhado de folhas de manjericão à água quente e sinta a diferença.

Para ativar

Inchaço, dores ou sensação de cansaço nas pernas podem indicar sinais de má circulação. Para ajudar o sangue a ficar mais "esperto" adicione três gotas de óleo essencial de alecrim (ou Rosmarinus) à água. Se você não encontrar o óleo, pode substituí-lo por um copo de chá de alecrim concentrado. Para efeitos ainda melhores, coloque alguns cascalhos ou pedregulhos no fundo da bacia e role os pés sobre eles.

Para hidratar

Quais são os pés que não precisam de uma hidratação? Você pode aproveitar este momento de relaxamento e fazer duas coisas ao mesmo tempo. É só adicionar à água uma colher (sopa) cheia de óleo de amêndoas.

Para demonstrar seu amor

Seja por você mesmo ou para presentear alguém... Prepare um escalda-pés com quatro gotas de óleo essencial de ylang-ylang e duas gotas de óleo de lavanda. Enxugue os pés delicadamente, use um creme e finalize com uma inesquecível massagem.

gaqnhe poque com sucos verdes

Ganhe pique com os sucos verdes

Desintoxicantes e diuréticas, as bebidas verdes aumentam a disposição

por Karin Fromm
Começar o dia com um belo suco verde é muito mais energético do que uma xícara de café. Você toma uma bomba de vitaminas e dá o maior pique para a manhã toda, sem contar os efeitos diuréticos e desintoxicantes. O suco verde limpa seus órgãos e os ajuda a funcionarem melhor. Ingeri-lo pela manhã é ainda mais benéfico, pois é o período do dia em que o corpo está mais propício aos processos eliminatórios.

A clorofila funciona como "sabão", limpando todo o aparelho digestivo. Por ter a estrutura muito parecida com a hemoglobina, a responsável por carregar oxigênio e energia a todos os tecidos do nosso corpo, a clorofila garante maior oxigenação e nutrição celular, o que para nós significa mais vitalidade e disposição!

Ela está presente em todos os vegetais verdes (principalmente nas folhas escuras): salsão, salsinha, funcho (ou erva doce), escarola, agrião, acelga, couve, espinafre, dente de leão, hortelã e muitos outros. Se você puder comprar vegetais orgânicos, será ainda melhor. Mas hoje em dia, também encontra-se facilmente a polpa congelada da clorofila da alfafa, broto de trigo e dente de leão nas casas de produtos naturais. É só descongelar e tomar pura ou misturada no suco.

Para desfrutar do seu elixir energético, você deve adoçar seu suco verde dando preferência às frutas doces como maçã, pêra e uvas, que garantem a disposição por mais tempo. O açúcar da cana por ser metabolizado muito rapidamente dá um pique energético quase instantâneo, mas dura pouco e faz você sentir fome mais cedo. Crie as suas receitas, veja o que tem na geladeira e aventure-se!

Algumas sugestões de sucos-verdes
Centrifugue ou bata no liquidificador e coe:

* Duas fatias grossas de melancia e um maço pequeno de salsinha

* Uma a duas maçãs,dois talos de salsão com as folhas e três talos de erva-doce (ou funcho)

* Uma cenoura, duas laranjas e duas folhas de couve

* Um pepino inteiro, uma pêra e um punhado generoso de brotos de alfafa

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Karin Fromm

Karin Fromm

Fisioterapeuta e psicoterapeuta, atualmente estuda acupuntura chinesa.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Feng shui para o sucesso

Feng Shui para o sucesso

Saiba como obter energia extra para a realização pessoal

por Cris Ventura
Com ações simples, você pode trazer a energia da realização pessoal para a sua vida, de acordo com o Feng Shui, técnica chinesa de harmonização e equilíbrio de ambientes. Ao aplicar o ba-guá, diagrama que relaciona os oito cantos da casa com áreas de interesse na vida, o guá do Sucesso é a parte central e posterior de um ambiente ou cômodo, considerando a porta de entrada.

Também conhecido como área da Fama, o guá do Sucesso é regido pelo elemento fogo. Irradia toda a integridade do ser humano, quando este está conectado com a sua verdadeira identidade, quando está executando suas tarefas com amor e realização - tornando-se um exemplo a ser seguido. A energia é expansiva e se expressa por meio da imagem que a própria pessoa tem de si mesma e do modo que os outros a vêem.

Para ativar a energia do sucesso, atrair a conexão com o seu eu verdadeiro e assim alcançar a realização pessoal por meio do seu trabalho e atitudes, aqui estão algumas dicas:

* Cores: o vermelho em todas as suas tonalidades é a cor mais indicada. Uma cor opcional é o roxo.
* Flores e plantas: as melhores são as que possuem pontas afinadas e/ou triangulares. Os girassóis também são indicados, pois lembram a energia do sol e, consequentemente, do fogo (elemento que rege esse guá). Palmeira Ráfia, dracenas e begônias são indicadas.
* Luz: a iluminação natural ou por meio de abajures, luminárias, lustres, lâmpadas, spots ou velas é essencial para esse guá.
* Escritório: decore esse local com as representações de sua filosofia de vida e de sua carreira. Troféus, premiações, certificados, diplomas e fotos de eventos podem e devem ficar expostos.
* Objetos: pirâmides, cristais ou outros objetos com formas de triângulo. Imagens do sol no alto do céu ou durante o amanhecer também são opções.
Decore ambientes seguindo o Feng Shui

Entenda a teoria dos cinco elementos para combinar móveis e objetos

por Cris Ventura

ma das escolas mais antigas de Feng Shui, a Escola da Forma, observou a relação das energias da natureza e as mudanças climáticas de cada estação que altera as paisagens e criou a teoria dos cinco elementos: água, madeira, fogo, terra e metal. Eles possuem representações e significados distintos e podem ser combinados na decoração de qualquer ambiente para ativar a energia vital (chi) e conquistar equilíbrio físico e mental. Confira abaixo:

* Água- expressa recolhimento, aceitação e introspecção, que estão relacionados ao clima do inverno. As formas são sinuosas e as cores são o preto e o azul-escuro. Espelhos e vidros também simbolizam a água.

Onde usar:No guá do trabalho, regido pelo elemento água. Na entrada da casa com fontes ou espelhos.

* Madeira- significa o início, o crescimento, a expansividade. Por isso, sua estação é a primavera. O formato é cilíndrico e a cor é o verde. As plantas são a expressão maior desse elemento.

Onde usar: No guá da família e da prosperidade, comandados pela madeira. Nos ambientes com quadros de natureza.

* Fogo - simboliza a maturidade, o êxtase e a energia no grau mais elevado. O clima é o verão, a cor é o vermelho e as formas triangulares. Velas e luminárias são objetos mais representativos.

Onde usar: No guá do sucesso, regido pelo fogo. No escritório com uma bela luminária.

* Terra - representa a transição entre o verão e o outono, como uma pausa para a transformação. As cores são amarelo e marrom e o formato é quadrado. Os objetos que expressam a sua força são os de cerâmica.

Onde usar: No guá do relacionamento e no guá da espiritualidade, comandados pelo elemento terra. No centro da casa com objetos de cerâmica ou tons de amarelo.

* Metal - um elemento mutável, ligado ao outono, que lembra meditação, concentração e finalização. Suas cores são o branco e tons pastel, suas formas são esféricas e ovais e os objetos feitos de metal e pedras como o granito e cristais simbolizam sua energia.

Onde usar: No guá dos amigos e no guá da criatividade, regidos pelo metal. Na sala de estar com vasos redondos e no quarto das crianças com móbiles coloridos.

A combinação dos cinco elementos é sempre a melhor opção. Numa sala você pode ter a água representada em um espelho, a madeira numa mesa lateral, o fogo em um abajour, a terra em um tapete com formato quadrado e o metal em uma escultura feita desse material. Em um escritório você pode ter a água em um jarro de vidro, a madeira numa mesa, o fogo em uma vela, a terra em um quadro com tons de amarelo e o metal em cristais de quartzo. Lembre-se: você pode usar uma cor, um formato, um objeto, um quadro e - quando possível - o próprio elemento para compor a decoração de um ambiente.

Provavelmente você já sentiu o poder dos cinco elementos em lugares numa casa, restaurante ou hotel em que o clima é tão agradável que não dá vontade de ir embora.

Esse poder também pode ser forte quando há a predominância de um elemento, como, por exemplo, uma pousada toda construída em madeira, que transmite uma sensação mais aconchegante ou quente, e um estúdio com o teto alto, cheio de vidros e metal, que parece ser mais impessoal ou gélido.

Por isso, observe a sua casa ou local de trabalho e avalie se você tem uma boa composição dos cinco elementos em cores, objetos, móveis, decoração e arquitetura. Talvez você tenha tendência a usar mais um determinado elemento e isso pode ser uma questão de sua personalidade ou da sua energia do momento. Mas o ideal é equilibrar os ambientes incluindo alguns itens de outros elementos. Você pode se guiar pela lista acima, combinando principalmente cores e/ou objetos. Isso contribuirá para movimentar a energia, ativar o chi (energia vital) e assim melhorar a sua sensação de bem-estar.

Observação

Para identificação dos guás é preciso aplicar o baguá sobre a planta baixa da casa considerando a porta de entrada. No entanto, cada imóvel possui um formato de planta e uma energia diferente, por isso é importante fazer uma consultoria de Feng Shui para uma análise personalizada e sugestão de curas.

A energia dos opostos nos ambientes

A energia dos opostos nos ambientes

Combine energias Yin e Yang e deixe a casa bem decorada e harmoniosa

por Cris Ventura
O símbolo mais famoso das energias Yin e Yang está representado no centro do baguá (mapa octogonal usado no Feng Shui) e se chama Tai Chi. Dentro de um círculo as duas formas sinuosas que parecem dois peixes unidos (yin - preto e yang - branco) se encontram e contém a semente um do outro simbolizando o equilíbrio perfeito dessas energias.

A energia Yin simboliza o feminino, a suavidade, a passividade, o escuro, a inércia, o frio, a lua, a curva, o cíclico, o receptivo, o interior, a contração, o intuitivo, a mãe, a terra.

A energia Yang representa o masculino, o dinamismo, a força, a luz, o movimento, o calor, o sol, a reta, o linear, projetivo, o exterior, a expansão, o resistente, o pai, o céu.

Essas energias estão por todos os lados em objetos e ambientes, e são muito analisadas pelo Feng Shui. Muitas vezes o excesso de yin ou de yang pode ser prejudicial para o bom fluxo do chi (energia vital).

Num local com excesso de energia yin que são sombrios, fechados, escuros, frios, as pessoas podem sentir timidez, limitação, introspecção, tristeza e até mesmo depressão.

Já num ambiente com excesso de energia yang com muita claridade, calor, muito aberto, com iluminação forte e tons brilhantes, os indivíduos tendem a ficar muito dinâmicos, cansados, agitados e estressados.

Por isso, o ideal é combinar essas forças opostas yin e yang para obter um ambiente bem decorado, harmonioso e saudável.

Na prática: observe o formato de seus móveis e objetos de decoração, o ideal é o equilíbrio das formas curvas (yin) e das linhas retas (yang). Outra oposição em harmonia são os tons das cores. Preste atenção no tom de suas paredes e nas cores dos objetos, verifique se há mais tons escuros e frios (yin) ou excesso de cores claras e brilhantes (yang). Faça isso em todos os cômodos: salas, dormitórios, banheiros, hall entrada, área de serviço, varanda, jardim.

Depois da observação inclua ou mude de lugar os móveis e objetos: onde houver muitos móveis retangulares ou quadrados, inclua móveis ou objetos ovais, circulares ou sinuosos e vice-versa. Com as cores, faça a mesma coisa: onde houver cores muito claras e brilhantes, inclua quadros com tons escuros. Onde houver paredes escuras ou cortinas escuras, inclua objetos claros.

Use também a sua intuição para rearranjar e renovar o ambiente equilibrando as formas e as cores e ativando a união das energias do feminino (yin) e masculino (yang).

Orghanize ambientes e ganhe energia

Organize ambientes e ganhe energia

Livre-se da bagunça e atraia boas vibrações para sua vida

por Cris Ventura

Você se sente sobrecarregado e sem energia? Sua mente está confusa? Seus planos não seguem em frente? Não há espaço na sua vida para mais nada? Pare por alguns instantes e observe se sua casa não está cheia de coisas por todos os lados. O acúmulo de objetos bloqueia a circulação de energia. Por isso, quando há cantos vazios e espaços arejados nos ambientes, a energia circula com leveza e os benefícios para a sua vida serão imediatos em diversas áreas: saúde, abundância, relacionamentos, criatividade e novas oportunidades.

A bagunça faz parte de alguns momentos da vida. Mas é necessário notar os excessos e livrar-se deles com sabedoria. Aqui estão alguns exemplos:

* objetos não utilizados
* coisas quebradas
* presentes indesejados
* cartas, fotos, convites de festas, cartões de natal e aniversário (muitas vezes de gente que você nem conhece)
* roupas, sapatos, meias, bolsas, acessórios que não servem ou que você não usa
* revistas, jornais, cadernos, apostilas, receitas
* remédios, maquiagem, alimentos e temperos vencidos

Tudo isso traz efeitos nocivos como bloqueio, pressão, pessimismo, insegurança e medo do futuro. São coisas que você acha que vai precisar um dia, mas no fundo sabe que não vai.

Dicas do Feng Shui para organizar a bagunça

* Para começar, organize um cômodo, uma gaveta, uma prateleira, um guarda-roupa ou um armário de cada vez. Pegue quatro caixas ou sacolas e escreva em cada uma delas: doar, reciclar, consertar e pensar.
* Em seguida, vasculhe o lugar escolhido e coloque em cada uma das caixas as roupas, os papéis, os vidros, as coisas para consertar ou reciclar. Na caixa "pensar" coloque tudo o que você tem dúvida, mas se você não usar ou não consertar em menos de três meses, mande embora a caixa inteira sem analisá-la.
* Durante a seleção das coisas, pense em cada objeto e pergunte se você realmente gosta dele, se você vai usá-lo, se combina com você ou se apenas sente que é apenas um hábito guardá-lo. Esse processo incentiva a organização física e mental e esse é o primeiro passo para ter um bom Feng Shui na sua casa: livre-se do antigo para dar espaço ao novo.

Anime-se, organize-se e sinta a magia dos efeitos do Feng Shui eliminando a bagunça e o peso da sua casa e da sua vida.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR

A energia dos opostos nos ambientes

A energia dos opostos nos ambientes

Combine energias Yin e Yang e deixe a casa bem decorada e harmoniosa

por Cris Ventura
O símbolo mais famoso das energias Yin e Yang está representado no centro do baguá (mapa octogonal usado no Feng Shui) e se chama Tai Chi. Dentro de um círculo as duas formas sinuosas que parecem dois peixes unidos (yin - preto e yang - branco) se encontram e contém a semente um do outro simbolizando o equilíbrio perfeito dessas energias.

A energia Yin simboliza o feminino, a suavidade, a passividade, o escuro, a inércia, o frio, a lua, a curva, o cíclico, o receptivo, o interior, a contração, o intuitivo, a mãe, a terra.

A energia Yang representa o masculino, o dinamismo, a força, a luz, o movimento, o calor, o sol, a reta, o linear, projetivo, o exterior, a expansão, o resistente, o pai, o céu.

Essas energias estão por todos os lados em objetos e ambientes, e são muito analisadas pelo Feng Shui. Muitas vezes o excesso de yin ou de yang pode ser prejudicial para o bom fluxo do chi (energia vital).

Num local com excesso de energia yin que são sombrios, fechados, escuros, frios, as pessoas podem sentir timidez, limitação, introspecção, tristeza e até mesmo depressão.

Já num ambiente com excesso de energia yang com muita claridade, calor, muito aberto, com iluminação forte e tons brilhantes, os indivíduos tendem a ficar muito dinâmicos, cansados, agitados e estressados.

Por isso, o ideal é combinar essas forças opostas yin e yang para obter um ambiente bem decorado, harmonioso e saudável.

Na prática: observe o formato de seus móveis e objetos de decoração, o ideal é o equilíbrio das formas curvas (yin) e das linhas retas (yang). Outra oposição em harmonia são os tons das cores. Preste atenção no tom de suas paredes e nas cores dos objetos, verifique se há mais tons escuros e frios (yin) ou excesso de cores claras e brilhantes (yang). Faça isso em todos os cômodos: salas, dormitórios, banheiros, hall entrada, área de serviço, varanda, jardim.

Depois da observação inclua ou mude de lugar os móveis e objetos: onde houver muitos móveis retangulares ou quadrados, inclua móveis ou objetos ovais, circulares ou sinuosos e vice-versa. Com as cores, faça a mesma coisa: onde houver cores muito claras e brilhantes, inclua quadros com tons escuros. Onde houver paredes escuras ou cortinas escuras, inclua objetos claros.

Use também a sua intuição para rearranjar e renovar o ambiente equilibrando as formas e as cores e ativando a união das energias do feminino (yin) e masculino (yang).

Porque eles sempre somem(parte 2)

Por que eles sempre somem? - PARTE 2

Perceba como se formam desequilíbrios que afetam seus relacionamentos

por Ceci Akamatsu
Na primeira parte deste artigo falamos sobre casos de pessoas que vivenciam afastamentos inesperados em seus relacionamentos afetivos. Desequilíbrios energéticos geralmente inconscientes atuam em suas vidas, gerando uma angústia que se resume na pergunta: o que há de errado em mim?

Somos todos um conjunto vibracional de nossos corpos físico, emocional, mental e espiritual. Atuamos e interagimos com as pessoas e com o meio a nossa volta em todos esses níveis, e assim podemos nos aperfeiçoar e viver cada vez melhor. Todas as pessoas e situações em nossas vidas representam oportunidades de aprendizado.

Imagine uma pessoa que tem uma natureza excessivamente doadora, que gosta de sempre agradar aos outros, atendendo aos desejos alheios. Age de acordo com as vontades das outras pessoas, abrindo mão de sua verdade e essência. Ela se envolve com uma pessoa bastante egocêntrica, egoísta e controladora. Essa pessoa gosta de ser o foco das atenções e que tudo seja feito à sua maneira. Agora imagine a interação energética entre esses dois. Os padrões desequilibrado de ambos se encaixam perfeitamente. Isso pode ser sentido como uma forte e inexplicável atração e paixão entre eles. E assim cria-se um vínculo entre energias desequilibradas complementares.

Esse desequilíbrio se manifestará na vida do casal: a pessoa doadora demais se sentirá sobrecarregada pelas demandas e controle do parceiro que, por sua vez, sentirá que a pessoa ao seu lado é de alguma maneira muito dependente e frágil.

Se pelo menos um dos parceiros perceber o potencial de aprendizado no relacionamento, poderá utilizar a situação para equilibrar seus padrões negativos. A pessoa doadora poderá perceber que precisa ser mais egoísta, no sentido de respeitar sua verdade e essência, impondo seus limites de maneira saudável. A pessoa demasiadamente egoísta poderá perceber a necessidade de abrir-se mais aos outros, exercitando sua capacidade de doar-se e compartilhar, aprendendo a lidar com seu ímpeto controlador. Caso ambos consigam perceber a oportunidade de crescimento, consciente ou inconscientemente, podem ajudar-se mutuamente a equilibrarem-se, facilitando e acelerando o crescimento um do outro.

Entretanto, se nenhum dos parceiros percebe essa oportunidade de aprendizado, o excessivamente doador poderá colocar a si mesmo como vítima e o outro como algoz. Entenderá que egoísmo é algo ruim que o faz sofrer, e que, por isso, deve continuar cada vez mais doador. O parceiro egoísta, por sua vez, entenderá que uma postura doadora significa fraqueza e submissão e que, portanto, deve cada vez mais estar voltado e fechado em si mesmo. Dessa maneira, os dois reafirmam e reforçam seus padrões desequilibrados, além de criarem medo e ojeriza à postura um do outro - justamente o oposto do que seria o aprendizado da lição. Isso fica registrado em seus subconscientes como uma crença desequilibrada e que energeticamente estará ativa em uma próxima interação com o meio ou com outra pessoa. Futuramente, atrairão parceiros cada vez mais egoístas ou doadores, vivendo relacionamentos com padrões cada vez mais desequilibrados, até que percebam qual o aprendizado por trás desse cenário.

Nossa tendência é perceber o problema no parceiro: o outro faz isso, fala aquilo, age de tal maneira. Mas não paramos para pensar no motivo de estarmos vivenciando tais ações e atitudes do outro."Nossa tendência é perceber o problema no parceiro: o outro faz isso, fala aquilo, age de tal maneira. Mas não paramos para pensar no motivo de estarmos vivenciando tais ações e atitudes do outro." Porque atraio esse tipo de atitude, de situação? Quais padrões, atitudes e comportamentos meus estão alimentando ou contribuindo para que isso aconteça?

Existe sempre a escolha de como queremos vivenciar as situações: como vítimas dos outros e da vida, ou como agentes de aprendizado e crescimento. Podemos deixar que nossas interações sejam passivamente determinadas pelos nossos desequilíbrios. Ou podemos assumir nossa responsabilidade e nos tornarmos agentes de cura e equilíbrio em nossos relacionamentos e situações de vida.

Muitas vezes, mesmo tendo consciência dos padrões e oportunidades de aprendizado, ainda assim é difícil mudar. É preciso amor, paciência e perseverança. Em alguns casos, pode ser muito útil procurar orientação terapêutica para ajudar nessa mudança. Mas saiba que sempre existe possibilidade de mudar e de ser feliz - e ela está ao seu alcance: é sua escolha.

Para continuar refletindo sobre o tema

Troque o cansaço pela positividade

Troque o cansaço pela positividade

Aprenda a equilibrar energias mudando seus pensamentos e sentimentos

por Ceci Akamatsu

No artigo anterior, aprendemos como equilibrar as energias do local de trabalho organizando o ambiente físico (http://www.personare.com.br/revista/materia/133/aumente-a-disposicao-para-o-trabalho). Mas não basta estarmos conscientes apenas das vibrações físicas, já que o principal responsável por aquele "peso" que sentimos no final do dia é o ambiente sutil. Você já reparou como uma inocente conversa no "cafezinho" pode acabar com seu dia? Às vezes basta uma ligação telefônica, um e-mail, um olhar. Estamos o tempo todo interagindo com outras pessoas e, portanto, nosso perfil vibracional é dinâmico.

Uma pessoa que reclama e se lamenta ao seu lado gera uma vibração não harmônica. Se você não estiver atento, pode se pegar reclamando e lamentando junto com ela minutos depois. Então já se deixou afetar pela vibração desarmônica também. E as outras pessoas no ambiente também poderão ser afetadas, criando como que um "vírus" que se alastra no ambiente. A atual crise mundial é um exemplo de "vírus" que se alastra e nos "contamina" sem nos darmos conta. Ficar preocupado com a crise não muda absolutamente nada, apenas piorando a situação. Na realidade é maneira como você recebe essas energias que determina como ela vai ou não lhe atingir. São seus próprios pensamentos e sentimentos, também constituídos de vibrações, que afetam nosso perfil energético.

Segundo Jill Bolte Taylor, neurocientista autora de "A cientista que curou seu próprio cérebro", entre um pensamento e seus efeitos fisiológicos decorrem 90 segundos. Durante este minuto e meio você tem a opção de escolher interromper o estímulo do pensamento, antes dele manisfestar-se no seu corpo físico e tornar-se aquele sentimento que toma conta de você. Portanto, a "contaminação" por pensamentos e sentimentos, próprios e alheios pode ser evitada com a sua atenção e consciência.

Se ainda assim estiver sentindo muito cansaço no fim do expediente, experimente fazer respirações conscientes acompanhadas de uma visualização no início e ao final do dia. Acompanhe o passo-a-passo:

* 1Coloque-se em um ambiente mais tranquilo que puder. Se quiser, pode colocar algo que lhe ajuda a relaxar como uma música calma, um incenso, uma essência aromática.
* 2De olhos fechados, inspire visualizando o ar como uma luz líquida que entra em seu corpo iluminando, purificando e enchendo seu corpo de vitalidade, e expire visualizando uma fumaça escura, eliminando todo o cansaço, angústia e negatividade. Veja todos os espaços agora limpos sendo preenchidos pela luz líquida.
* 3Quando se sentir plenamente revigorado, abra os seus olhos lentamente, trazendo sua atenção e o sentimento de relaxamento para o momento presente. Afirme para você mesmo que é nesse sentimento que você escolhe viver o seu dia-a-dia.

Entenda mais sobre vibração

Tudo em nosso universo, seja matéria ou sutil é constituído de vibração. Tudo tem seu padrão vibracional, recebendo e emitindo um tipo de vibração. Você é um conjunto de vibrações originadas em seu ser físico, emocional, mental e espiritual. Esse conjunto gera o seu perfil vibracional, que vive imerso em um oceano vibracional com o qual está em constante interação. O cuidado nessa interação lhe possibilita vivenciar padrões vibracionais mais ou menos saudáveis.

Mantenha saudável a energia no seu ambiente de trabalho, consciente de si e do ambiente físico e sutil a sua volta. Escolha estar sempre nas vibrações mais saudáveis, e vivencie todo o bem-viver que isso pode lhe proporcionar. Boas vibrações para você!

Para continuar refletindo sobre o tema:

Livro A Cientista que curou seu próprio cérebro, de Jill Bolte Taylor - Editora Ediouro - 224 páginas - http://www.ediouro.com.br/acientista/olivro.asp

Experimente meditar por 10 minutos - http://www.personare.com.br/revista/materia/28/experimente-meditar-por-10-minutos

Meditação para momentos de ansiedade - http://www.personare.com.br/revista/materia/101/meditacao-para-momentos-de-ansiedade

Leia também sobre energia

O poder de realização das palavras - http://www.personare.com.br/revista/voce-hoje/materia/187/a-energia-positiva-das-palavras

Ganhe uma rotina com mais vitalidade - http://www.personare.com.br/revista/saude-e-beleza/materia/136/ganhe-uma-rotina-com-mais-vitalidade

A energia dos opostos nos ambientes - http://www.personare.com.br/revista/familia/materia/185/a-energia-dos-opostos-nos-ambientes

Aumente a disposição para o trabalho - http://www.personare.com.br/revista/carreira-e-financas/materia/133/aumente-a-disposicao-para-o-trabalho

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Ceci Akamatsu

Ceci Akamatsu

Terapeuta acquântica, faz atendimentos individuais no Rio de Janeiro e em São Paulo. Bióloga por formação, se especializou em terapias que promovem a harmonia e o bem-viver. Saiba mais »
contato: ceciakamatsu@gmail.com

O poder da realização das palavras

O poder de realização das palavras

O que você pensa e fala em seu dia-a-dia influencia sua realidade

por Regina Restelli

"A energia do pensamento e a da palavra podem mudar toda uma vida." Um dia, quando eu ainda estava perdida no mundo, conheci um homem diferente de todos que eu conhecia. Ele me ensinou muitas coisas sobre o amplo poder da energia. Por meio de suas mentalizações positivas, plantou dentro de mim a semente da energia positiva e desencadeou o meu despertar. E hoje quero dividir com você um pouco do que aprendi com este amigo especial.

A energia do som da palavra tem um grande e vasto poder de realização. Toda palavra é um mantra em ação. E são os pensamentos que materializam a palavra. O que você pensa e fala em seu dia-a-dia, para as pessoas, sobre elas ou sobre você mesmo, causam a realidade com que vivencia sua vida.

Vamos encarar que sempre achamos que quando as coisas começam a dar certo, parece que tudo dá certo mesmo no final. Mas, por outro lado, se começam da forma errada, tudo acaba dando errado também. Você já se permitiu refletir que talvez você se influencie e se apegue sempre à primeira impressão e dela determine todo o resto? Pense bem sobre isso. Observe seus pensamentos e as atitudes que se seguem.

Se continuamente vive dizendo que não tem sorte, que seu chefe não gosta do seu trabalho, que seu filho, marido ou professora são insuportáveis, que o dinheiro está acabando... assim será. Se esta é a verdade de seus pensamentos, tenha muito cuidado, principalmente se estas palavras vierem recheadas de sentimentos. Lamento, mas você esta se condenando a viver isso.

Não me diga agora: "Mas a crise esta aí!". Eu sei, eu também vivo neste planeta e estou sujeita a estas influências.O que estou dizendo é que, apesar desta realidade ou mesmo de qualquer outra que possa ser difícil de lidar, você deve ter o controle de seus pensamentos. Só quando tiver a consciência de que pode escolher o que está pensando, sentindo e falando, terá o prazer de materializar novas oportunidades e sua própria felicidade.

Não importa como está se sentindo, até isso é possível mudar escolhendo no que prefere pensar. Não alimente com sua imaginação um pensamento negativo. Busque uma palavra positiva e repita-a até sentir a sensação de tranquilidade que esta escolha traz."Não alimente com sua imaginação um pensamento negativo. Busque uma palavra positiva e repita-a até sentir a sensação de tranquilidade que esta escolha traz." Depois, observe o que aconteceu com seu mental.

Quando for escolher a energia de uma afirmação positiva, examine -a com cautela. Escolha sempre o verbo no presente, mesmo que pareça estranho. Lembre-se que o poder de mudança esta no momento do "agora". Depois com o tempo tudo ficará mais confortável e real. A palavra falada é um portal que se abre para realizar seus caminhos. São pensamentos expressos que, carregados de energia positiva como coragem e amor, ajudam a encontrar a felicidade interior. Mas se estiverem carregadas de medo ou raiva vão esvaziar a possibilidade de você encontrar tudo o que realmente pode realizar.

Imagine agora uma situação em que você foi acusado de ser um idiota, por exemplo. O que esta palavra causou em sua emoção? Se provocou sentimentos tão ruins, por que as palavras amor e coragem não alterariam seus sentimentos e sua vibração?

Aproveite e faça uma experiência agora mesmo:

* 1Pegue o que mais lhe aflige no momento e transforme em energia positiva, energia de cura. Comece identificando a situação em detalhes, sem julgamentos. Cuidado com sua mente tagarela. Só constate o que lhe incomoda. Qual é o problema?
* 2Depois, transforme as palavras e o pensamento em positivo e, agora sim, permita que sua mente crie o que precisar para "sentir" que de alguma forma o positivo é definitivamente possível neste momento. Se sentir vontade escreva, medite, mentalize quantas vezes achar adequado.

Se quiser realmente mudar o padrão de comportamento, eu aconselho a começar com 21 dias de repetições diárias, e refaça sempre que achar necessário. Inicialmente pode ser difícil, pois sua mente vai relutar ao esquema novo, mas com a insistência será sempre cada vez mais fácil, até se tornar automático.

Após ter plantado a semente da energia positiva no solo fértil da consciência, não a desenterre para ver se finalmente germinou. Tenha paciência, alimente em seu interior a certeza da concretização de seus pensamentos, sentimentos, palavras e ações. Energia e vibração positiva são o tempero necessário para uma vida mais feliz. Experimente ao menos um vez!

Meditação para momentos de ansiedade

Meditação para momentos de ansiedade

Exercício para apagar a angústia e se concentrar nas tarefas atuais

por Regina Restelli
A ansiedade é um mal da nossa sociedade moderna. Tentamos viver no futuro todo o tempo, sem conseguir. Queremos planejar, arquitetar, adivinhar e determinar um futuro que é incontrolável. Sabemos disso, mas mesmo assim tentamos estar no comando de tudo e todos, nos grandes e nos pequenos detalhes. Não percebemos nem as outras oportunidades que se apresentam, por pura rigidez.

A palavra ansiedade tem origem do termo grego anshein, que significa "estrangular, sufocar, oprimir" Se tem esse significado, como manter esse comportamento pode ser bom para nós?

Reveja seus pensamentos, ações e reclamações. Estão todos ou quase todos ligados ao futuro ou ao passado, certo? A agitação de nossos afazeres nos deixa muito ligados aos resultados. Principalmente quando se trata de trabalho. Pois bem, e se eu te disser que isso é uma cilada produzida pela sua mente desgovernada? Seu ego pode até argumentar por horas discordando sobre este assunto, mas desta forma não se tem equilíbrio nunca. Essa é a verdade.

Você deve estar pensando, que é tudo muito estressante. A qualquer momento alguém pode passar a sua frente ou você pode errar feio e perder o emprego. É exatamente aí que entra o que eu gostaria que você compreendesse.

Atendo muitas pessoas que mesmo dispostas a mudar o padrão de comportamento, ainda se debatem com egos tirânicos, egos coitadinhos, egos dependentes e por aí vai uma enormidade de resistências. Não é fácil, mas é absolutamente possível e agradável. Não adianta nada tentar controlar mentalmente a impermanência. A realidade é que, a única coisa que existe, é o presente momento. Fora dele tudo é imaginação. E é neste momento que você deve permanecer para ter resultados reais e bons. Se estiver no agora terá condição de perceber o que deve ser feito ou dito - sem o estresse.

Por que razão passamos boa parte de nossa vida perdendo tempo tentando estar em outro momento que não é atual? Imaginamos como vai ser, como queremos que seja, o que o outro vai pensar... puro jogo de adivinhação. Tentar viver no futuro é a maneira segura que nosso inconsciente achou para se manter no controle."Tentar viver no futuro é a maneira segura que nosso inconsciente achou para se manter no controle." Quanto mais queremos manipular o desconhecido, mais ansiosos ficamos. Nos manter em padrões pré-determinados e antigos nos dá uma falsa segurança.

Você se considera uma pessoa ansiosa? Se a resposta é sim, experimente mudar isso. Eu proponho um exercício bem fácil, mas que deve ser feito algumas vezes todos os dias, por pelo menos 21 dias consecutivos. Você topa?

Vamos lá:

* Pare tudo e perceba como seu corpo está. O que você está olhando? Estenda seu olhar a todo o ambiente. Após ver realmente tudo sem se deter em nada, permita-se ouvir os sons a sua volta. Mantenha-se com apenas estas tarefas durante um minuto. Como foi manter-se no agora? Pode ser difícil no início, mas vale muito se aprimorar. Nossa mente tem o "hábito" de não estar focada no momento exato em que estamos vivendo. Não se esqueça que hábito se adquire.

Perdemos energia e tranqüilidade, julgando tudo ao redor. Até os objetos nós julgamos no momento em que os reconhecemos em situações do passado. Observe seus pensamentos e compreenda como funciona nosso exercício. Ganhamos muito tempo se nos concentramos apenas numa única tarefa, mesmo se esta for não fazer nada (meditação). Então, se estiver sempre focado em suas tarefas no agora, terá a oportunidade de experimentar um sentimento de segurança, de paz interior e de satisfação. Toda a ansiedade irá com o tempo se desfazer completamente.

Minha proposta é que durante no mínimo 21 dias você tente criar o hábito de se manter o maior tempo possível vivenciando o presente momento. Depois que virar um hábito será mais fácil. Invista nesse exercício e lembre-se: estar presente é sempre um presente. Pode acreditar!

Transforme seu ambiente de trabalho

Transforme seu ambiente de trabalho

Reduza o estresse e melhore resultados com a Aromaterapia

por Melissa Mel

Para facilitar o seu dia-a-dia e lhe ajudar a estimular as habilidades necessárias para que você realize seu trabalho, os óleos essenciais são uma ótima opção. Por sua fácil utilização e baixo investimento, vale muito a pena experimentar o que a Aromaterapia pode proporcionar. De acordo com a sua função e as características que você exercita em seu trabalho, veja quais são os óleos mais indicados:

Para quem precisa de concentração

Se o seu trabalho exige concentração, introspecção e clareza de raciocínio, utilize o óleo de eucalipto para melhorar o foco. Seu uso é indicado principalmente nos momentos mais críticos do dia (como logo após o almoço ou de manhã bem cedo) ou nas horas em que dá vontade de adiar as tarefas e conversar com os amigos pela internet, telefone ou no café do escritório. Com apenas cinco gotas no difusor de ambiente ou uma inalada no frasco, ficará mais fácil fazer seus relatórios, cálculos e planejamentos.

Para quem precisa dos clientes mais calmos

Em algumas profissões, quando o cliente está tenso tudo pode ir por água abaixo. Dentistas, psicólogos, advogados, médicos, vários profissionais precisam de seus clientes mais calmos e relaxados para que seu trabalho flua melhor. Se esse for o seu caso, aproveite a sala de espera para proporcionar um clima de tranquilidade. Sete gotas de óleo de lavanda ou palmarosa num difusor elétrico podem reduzir a ansiedade de quem vai ser atendido e tornar tudo mais agradável.

Para quem precisa dos clientes mais animados

Lojas, eventos, restaurantes, bares e todo o tipo de trabalho relacionado com vendas e que precise do cliente mais empolgado, alegre e estimulado pode se beneficiar de alguns óleos essenciais, como o de canela, alecrim ou grapefruit. Cinco gotas no difusor nos horários de maior movimento podem melhorar o clima e os resultados.

Para os ambientes onde há mais estresse

Bancos, atendimento ao cliente, prontos-socorros, centrais de telemarketing e qualquer outro trabalho cujos clientes são naturalmente impacientes ou onde há filas e estresse na maior parte do tempo, podem se beneficiar com a Aromaterapia. Os óleos essenciais de limão ou laranja podem acalmar os ânimos, tanto de quem trabalha quanto de quem espera atendimento. Basta aplicar cerca de sete gotas num difusor e deixá-lo agir no ambiente.

* Dica: existe difusor que precisa de velinha embaixo e difusor elétrico. Um dos que acho mais práticos é o difusor que é ligado na tomada. É pequeno, discreto e prático.

Você faz muitas cobranças?

Você se faz muitas cobranças?

Muita exigência consigo mesmo pode impactar a autoestima

por Bruna Rafaelle
Tenho observado e atendido a muitas pessoas que querem alcançar resultados rápidos em sua vida profissional e acham que se cobrar é a solução. A pergunta é: será que essa postura não afasta a paz e coloca ainda mais ansiedade no meio do caminho rumo ao sucesso?

A autocobrança é uma super exigência que fazemos para nos colocar em disciplina em direção a um objetivo. Achamos que os seus resultados podem nos trazer maior visão sobre o que devemos fazer em nossa área de trabalho. Mas, de fato, essa energia atua como uma forma de pressão interna que nos impede de ver os resultados brilhantes que conseguimos no nosso dia-a-dia.

Claro que temos o costume de achar que se cobrar é importante para conseguir alcançar uma melhora na qualidade de nossos serviços. Mas isso não é se cobrar, é ter disciplina para alcançar a sua meta. Ser disciplinado não é se colocar para baixo.

Certamente, há cobranças externas como prazos de entrega de tarefas, limites de horas que devemos cumprir por dia. Mas todas estas cobranças externas não podem nos atingir tão drasticamente quanto a autocobrança que fazemos. Porque essa exigência interfere justamente na maneira como nos vemos, ou seja, na nossa autoestima.

Se você se cobra, se coloca no mundo como apenas uma máquina de cumprir tarefas, já vai trabalhar com um peso nas costas, com uma sensação de desconforto que nem sabe bem como definir. Se cobrar em demasia por algo no trabalho quer dizer muitas vezes não respeitar seus limites de entrega à profissão, é não ter prazer em realizar sua função, é não ver que você realiza bons trabalhos. A cobrança em excesso afasta a sensação de realização pessoal e profissional.

Responda a si mesmo:

* 1No seu dia-a-dia, você consegue ver os resultados positivos de seu trabalho ou vive se criticando e se pondo mais para baixo quando não consegue fazer o que precisa ser feito?
* 2Como você reage diante de alguma tarefa nova? Fica ansioso e com medo? Ou percebe o quanto você é capaz de realizar algo diferente?
* 3Você se coloca no mundo como um merecedor de um bom emprego e boa remuneração? Ou no fundo, no fundo, acha que você ainda não está pronto para aquele cargo tão sonhado e aquele salário melhor?

Atitudes de autocobrança só trazem angústia, ansiedade e desespero em ter que cumprir um trabalho, principalmente se alguém te diz que a tarefa é importante para a sua empresa. Se cobrar demais faz você ter baixo rendimento profissional, afinal como uma pessoa que se acha incapaz e despreparada pode realizar um bom trabalho? Além disso, no lado externo da situação, faz que com o mundo te veja como alguém que realmente não merece ser valorizado - porque você não se valoriza.

E aí, você vai querer continuar a se cobrar ou vai passar a se valorizar como uma pessoa capaz e segura do que faz? Aproveite este momento para rever suas atitudes e tentar descobrir maneiras de se fortalecer dentro de si e de acreditar mais em seu potencial.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Bruna Rafaele

Bruna Rafaele

Mestre em Estudo da Linguagem, dá consultas metafísicas pessoalmente e pela internet. Faz workshops e palestras sobre espiritualidade no Brasil e no exterior. Saiba mais »
contato: contato@brunarafaele.com.br

Resistência a mudanças profissionais

Resistência a mudanças profissionais

Exercite sua flexibilidade e permita-se crescer com as transformações

por Bruna Rafaele
Tem vezes que a pressão do emprego nos dá vontade de jogar tudo para o ar, não é verdade? Principalmente quando não estamos realizando nosso trabalho conforme a empresa precisa. Dá uma sensação de frustração, ficamos nos cobrando, pensando se realmente aquele trabalho é mesmo para nós.

Nem sempre a maneira como trabalhamos é exatamente o que a empresa deseja de nós. Assim, precisamos nos adaptar ao ambiente profissional. Ter flexibilidade é um grande potencial a ser explorado por nós, embora muitas vezes pareça que é negar a nossa própria maneira de ser."Ter flexibilidade é um grande potencial a ser explorado por nós, embora muitas vezes pareça que é negar a nossa própria maneira de ser." "Será que é isso mesmo? Será que eu trabalho errado e não sei agir como deveria?" E assim começam um monte de reflexões, que podem ser construtivas ou destrutivas sobre esses ajustes ao seu trabalho.

Para perceber se essas reflexões são destrutivas, repare se elas sempre lhe levam para baixo. Note se elas se associam a frases ou olhares negativos que você recebeu de outras pessoas. Isso ocorre quando não temos uma autoestima totalmente bem construída. Dessa forma, nos abalamos por qualquer crítica, mesmo se este julgamento não for baseado em verdades sobre nós.

Por outro lado, ao fazer uma reflexão positiva, você pode atrair a criatividade e o seu potencial de adaptação ao meio onde se situa. Com isso, você vai ganhar novas qualidades em sua maneira de atuar como profissional, usando técnicas diferentes para atingir seus objetivos. E não é uma grande maravilha usar e abusar de suas capacidades de inovar e crescer?

Eu sei que mudar sua postura profissional não é algo que se faz rapidamente, afinal você já tem o costume de agir do seu próprio jeito. Principalmente se você já é muito experiente e tem uma visão mais ampla sobre o assunto do que a pessoa que está lhe exigindo outra maneira de atuar.

Mas essas adaptações não são contrárias a você, apesar de parecerem. Elas são positivas porque vão lhe fazer ampliar seu campo de visão sobre seu trabalho. Já que você atraiu para si este ambiente profissional, então é sinal de que você está realmente precisando aprender com essas pessoas ao seu redor. E o melhor: trocar experiências com elas também.

Mudar dá trabalho, na verdade dá o maior trabalhão! Mas mudanças precisam ser bem-vindas sempre, porque o campo profissional é vivo e se transforma constantemente. Se não mudamos junto com ele, paralisamos no tempo e ficamos ultrapassados.

Sobre essas adaptações e como você lida com elas, reflita :

* 1Como em qualquer ambiente profissional, você vai encontrar situações que não condizem com o que você realmente gostaria de fazer. Mas e o seu jogo de cintura? Será que não é hora de usá-lo a seu favor?
* 2Pensar grande ajuda bastante na hora da mudança. Pense em como o dinheiro que virá através dessa mudança vai ser fundamental para pagar a realização dos seus sonhos.
* 3A adaptação ao novo é fundamental. Abrir-se às transformações da vida é o primeiro passo para vencer resistências e reciclar-se sempre.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Bruna Rafaele

Bruna Rafaele

Mestre em Estudo da Linguagem, dá consultas metafísicas pessoalmente e pela internet. Faz workshops e palestras sobre espiritualidade no Brasil e no exterior. Saiba mais »
contato: contato@brunarafaele.com.br

A capacidade de se reinventar

A capacidade de se reinventar

Não arquive seus sonhos. Invista na sua flexibilidade profissional.

por Chantal Brissac

O sonho é um importante ingrediente para fazer as pessoas crescerem. Sem contar que é também o principal combustível das grandes invenções e inovações. Quem sonha mais, realiza mais. Porque acredita nas próprias ideias e se visualiza em ações construtivas. Não se deixa abater pela rotina estressante, pelas notícias da mídia, pelo mau humor do vizinho...

É por isso que é tão essencial reservar um tempo para sonhar. E isso acontece em dois níveis: dormindo e acordado. Durante o sono, é o momento de a mente libertar-se e se renovar com ideias, fantasias e imagens, muitas vezes inspiradoras. Quando é possível, vale anotar essas "viagens", que dão pistas interessantes sobre as nossas escolhas de vida.

E quanto a sonhar acordada? Não estou falando de quem vive no mundo da lua e está sempre "voando", sem foco e desconectada do momento atual. Não é isso. Eu me refiro à capacidade de se visualizar em situações, lugares, tempos e histórias desejados. É o hábito de pensar em coisas positivas para si mesmo e para os que se ama. Este treino é superválido, funciona como um test-drive ou um estágio para a realização posterior do sonho. Sonhar acordado só atrapalha quando consiste em puro devaneio, sem qualquer possibilidade de realização.

Essa vocação para sonhar conta pontos no seu DNA emocional, na sua capacidade de ser feliz e se reinventar"Essa vocação para sonhar conta pontos no seu DNA emocional, na sua capacidade de ser feliz e se reinventar" . Mas por que é preciso se reinventar? Porque a flexibilidade é uma das características mais importantes nos dias de hoje. Em plena era da informação, com o mundo em movimentação frenética e constante, é essencial que a pessoa tenha uma atitude aberta para a vida: de aprendizado, conhecimento e mudança, se for preciso. Claro, sem abrir mão de valores (integridade, generosidade, respeito por si mesmo e pelo outro), mas com uma postura de aprendiz. Segundo a fonoaudióloga especializada em memória Ana Alvarez, é essa postura que garante uma vida feliz e produtiva. "A flexibilidade é a verdadeira fonte da juventude", diz Ana.

Isso vale para todos os campos da vida: pessoal, afetivo, profissional. Este último, especialmente, demanda boas doses desse "jogo de cintura". O motivo é que, nos últimos anos, aconteceu uma verdadeira revolução no mercado de trabalho. Aqui e lá fora. Empresas se fundiram, outras faliram, outras tantas mudaram de ramo. Boa parte cortou maciçamente seus times, enquanto terceirizava os serviços e convocava um exército de colaboradores independentes. Não é o melhor dos mundos, convenhamos, mas é a realidade atual, acentuada nesse último ano pela crise econômica internacional.

Mas este cenário, que pode parecer cinza e sombrio para muita gente, também é um horizonte colorido e cheio de esperança para outras pessoas. São aquelas que querem se reinventar, que não acreditam nas estatísticas e não arquivam seus sonhos só porque ouvem o tempo todo que as coisas vão mal.

São essas pessoas que acordam cedo e animadas para mais um novo dia. E que vão contra a maré pensando nos seus próprios projetos e trabalhando duro para que eles possam se realizar. Não ficam sentadas esperando que alguém as chame para trabalhar e lhes dêem tarefas e obrigações. Movimentam suas redes de relacionamento, lançam suas ideias adiante, apostam em suas próprias potencialidades e comandam suas vidas para realizar os seus sonhos, dia após dia. Isso é ser flexível e praticar a arte de se reinventar.

Nesses tempos em que a demissão virou pizza e a palavra "emprego" vem gradativamente perdendo o significado e o valor - os futurólogos acreditam que o modelo atual, com salários fixos e escritórios, será substituído por um panorama mais elástico, no qual a maior parte das pessoas irá trabalhar em sua própria estrutura; em geral, em casa - a necessidade de se reciclar e se reinventar fica ainda mais urgente.

Os que dependem de um crachá no peito para existir (ou, em outras palavras, se sentem perdidos quando não são o "Pedro da empresa tal ou a Mariana da companhia X") vão precisar rever suas ideias e convicções. Por isso, sonhar (e realizar) é preciso.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Chantal Brissac

Chantal Brissac

Jornalista e autora de "Demitido? Sorte sua! Como superar a crise e dar a volta por cima" (Ediouro), "Quem é você, mulher?" (Ediouro) e "Seja feliz também naqueles dias" (Ed. Ficções)

Capacidade e competência bastam?

Capacidade e competência bastam?

Entenda o que pode fazer para alcançar o reconhecimento profissional

por Celia Lima

A rapidez com que as novas exigências do mercado se instalam é impressionante e mais do que nunca precisamos estar atentos. A verdade é que é necessário se antecipar, ser veloz, acompanhar as tendências dentro de sua área.

Tenho ouvido de muitas pessoas que buscam oportunidades no mercado, que usualmente a justificativa para não serem eleitas é a de que a experiência descrita em currículo está além das exigências da vaga: "você é muito para o que estamos precisando."

Ora, das duas uma: ou o aspirante à vaga está "enfeitando" o currículo ou não percebeu que tem competência para buscar uma melhor colocação. Muitas vezes, embora a experiência o qualifique para um cargo de maior responsabilidade, falta ainda algum ingrediente para que seu currículo seja apreciado com mais atenção.

Aos que pleiteiam cargos mais elevados ou responsabilidades mais profundas em sua área de atuação, é preciso investir em cursos de certificação, mesmo que acrescentem pouco à sua experiência. Um selecionador tem um ponto de partida para a triagem de currículos e os cursos são um desses pontos. Claro que a experiência, a descrição das funções exercidas também são levadas em consideração, mas os cursos demonstram o interesse no aperfeiçoamento técnico do candidato, e isso conta a favor.

Sair do meio do caminho entre ser "muito" para um cargo modesto e "pouco" para alcançar um posto mais bem remunerado significa investimento em sua carreira. Arregaçar as mangas e correr atrás de pequenas ou grandes certificações pode ser a chave para o próximo degrau da escada.

Dois lados da moeda

O que também atrapalha muitos profissionais é o desejo de ser reconhecido financeiramente por ter muito tempo de empresa ou porque desempenha suas funções de forma correta. Há que se compreender o lado do empregador, que apenas reconhecerá seu merecimento se você souber ser visto por algo que vá além das qualidades que já demonstrou. E mais uma vez entram os cursos, não apenas os de certificação, mas também uma pós-graduação em sua área de atuação ou um curso de mestrado.

Muitos colaboradores se sentem insatisfeitos, mas não conseguem perceber onde estão suas falhas, atribuindo a responsabilidade por sua estagnação profissional sempre ao empregador.

Seguem algumas dicas de perguntas que você pode fazer a si mesmo e finalmente sair da seara da reclamação e partir para a atitude que o beneficie de verdade:

* O que tenho feito por mim mesmo para que possa ser reconhecido por meu desempenho?
* Minhas cobranças são justas ou apenas quero um reconhecimento gratuito, sem oferecer nada em troca?
* Presto mais atenção ao que é oferecido ao meu colega de trabalho ao invés de prestar atenção ao que posso realizar para alcançar os mesmos patamares?
* A queixa constante é a tônica da minha vida no setor profissional e em outros setores também?
* O que venho fazendo de efetivo para aprimorar meus conhecimentos e assim pleitear uma promoção justa?

Se você responder a essas questões com honestidade, encontrará os caminhos que podem conduzi-lo ao degrau da escada que deseja alcançar. Mas preste atenção: nem só de competência técnica se sobrevive. É preciso estar atento às exigências burocráticas e organizacionais que sua empresa solicita. Não adianta ser "ótimo" e não cumprir horário, não participar dos eventos propostos, não ter um bom relacionamento com colegas e superiores hierárquicos.

Não esqueça de que ser um bom técnico não é o mesmo que ser um bom profissional. Qualidades humanas também são observadas quando pleiteamos uma promoção ou mesmo o reconhecimento. Então responda a si mesmo:

* Vivo me queixando da vida no ambiente profissional?
* Estou frequentemente às voltas com problemas pessoais no ambiente de trabalho?
* Sou suficientemente discreto com relação ao comportamento dos colegas?
* Me visto e me comporto adequadamente no ambiente de trabalho?
* Participo de eventos sociais que a empresa ou o setor promovem?
* Mais converso que trabalho?
* Estou mal humorado na maior parte do tempo?
* Sou uma pessoa solícita?

Se você chegar à conclusão de que está pronto e ainda assim não obteve o que deseja, está na hora de mudar de ares e buscar oportunidades em outro lugar.

Mas se compreendeu que ainda falta um caminho para trilhar antes de se considerar um profissional completo em sua área, não titubeie: acredite em você e corra atrás de sua satisfação. Nada se consegue de graça.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Celia Lima

Celia Lima

Psicoterapeuta Holística, utiliza florais e técnicas da psicossíntese como apoio ao processo terapêutico. Presta atendimento individual e em grupo, e serviços de choaching pessoal, profissional e organizacional. Saiba mais »
contato: celia80@ig.com.br

Feng shui e a energia do amor

Feng Shui e a energia do amor

Sugestões especiais para decorar o seu quarto e atrair a paixão

por Cris Ventur

Na virada do ano provavelmente você fez ou pensou em algumas dessas promessas: pular fora de um casamento instável, se revelar para aquela paixão platônica, casar de papel passado ou juntar as escovas, os móveis, os cachorros e os filhos... Não tem jeito, o que todo o mundo quer mesmo é o amor de verdade, a cara-metade, o parceiro ideal. Para isso, preparei algumas dicas de Feng Shui para ajudar você a encontrar, redescobrir e viver o seu grande amor - do jeito que for.

As dicas são especialmente para os quartos, os ambientes onde passamos a maior parte da nossa vida, que são mais importantes para a energia do amor.Confira:

Quarto de Casal

Deve ser o melhor lugar de uma casa, um refúgio apaixonante e reservado para o descanso e a intimidade do casal. Faça desse ambiente um recanto especial com tecidos confortáveis e bonitos nas roupas de cama, tapetes, cortinas, capas de almofadas, toalhas. Decore-o com fotos do casal em momentos felizes e românticos, quadros ou esculturas de casais e objetos aos pares como velas, quadros e vasos com flores. Abuse das boas lembranças e de tudo o que significa e celebre o amor para o casal. Evite material de trabalho, computador, televisão, fotos da família e, principalmente, de "ex". Se não for possível se livrar dos aparelhos eletrônicos, retire-os da tomada ou esconda-os com um tecido durante a noite.

Quarto de Mulher

Evite muitos enfeites sobre a cama, como bichos de pelúcia, bonecas, almofadas e travesseiros. Tudo isso transmite a sensação de lugar ocupado e sem espaço para o amor. Os bichos de pelúcia e bonecas são lindos, mas podem passar a sensação de imaturidade. Livre-se de objetos e presentes de relacionamentos antigos e sofridos. Não tenha de maneira alguma objetos solitários ou imagens e fotos de você ou pessoas sozinhas. Prepare o seu quarto - e a sua vida - para o romance, criando um clima aconchegante e sensual com boas roupas de cama, cortinas bonitas, objetos organizados aos pares, vasos com flores vermelhas, velas, imagens de romance que podem ser nas cores rosa, branco e vermelho ou de um casal se beijando ou de um lugar romântico, como Paris. Vale lembrar que o seu quarto deve ter uma atmosfera de relaxamento e conforto para que você se sinta bem para atrair boas energias e paixão.

Quarto de Homem

Realce o ambiente com uma iluminação aconchegante, cortinas, tapetes e roupas de cama de boa qualidade. É importante organizar os objetos de decoração e quadros aos pares. Tenha quadros de lugares que você tem vontade de conhecer ou para onde já viajou, em vez de imagens de personalidades do esporte ou de carros. Para o ambiente se tornar sensual, inclua na decoração alguns detalhes vermelhos ou esculturas de casais.Evite material de estudo, trabalho, aparelhos eletrônicos e de ginástica no seu quarto. Se não for possível, tente escondê-los com um biombo. Lembre que seu quarto deve ser organizado e com móveis bonitos e confortáveis.

Para todos:
Para criar um ambiente romântico e ativar a energia do amor, tenha sempre em casa:

* Flores nas cores rosa, branco ou vermelho
* Incensos, aromas ou óleos essenciais de ylang-ylang, rosas e sândalo
* Alecrim ou manjericão para preparar pratos especiais
* Um bom vinho e taças novas
* Velas grandes e bonitas
* Música boa e suave

Junte a todos os ingredientes acima uma pitada de palavras românticas e poemas e você terá a receita da energia do amor. Nas palavras do poeta da paixão, Vinicius de Morais:

"Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso - para viver um grande amor (...)

É preciso muitíssimo cuidado com quem quer que não esteja apaixonado, pois quem não está, está sempre preparado pra chatear o grande amor.

Para viver um grande amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fieldade..."

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Cris Ventura

Cris Ventura

Encantou-se com o Feng Shui a partir das aplicações da arte milenar em sua casa e dos resultados em sua vida. Ministra palestras e presta consultorias para residências e empresas. Saiba mais »
contato: crisfengshui@gmail.com

porque eles sempre somem?

Por que eles sempre somem?

Desequilíbrios energéticos podem explicar dificuldades amorosas

por Ceci Akamatsu

Ela conhece alguém legal. Percebe afinidades e um clima gostoso quando estão juntos. Eles saem diversas vezes, se falam todos os dias, tudo parece caminhar para um relacionamento mais firme. E então tudo esfria tão rápido que não dá tempo nem de se dar conta. Ele simplesmente some.

Ela se pergunta: "Por que isso sempre acontece na minha vida? O que há de errado comigo? As pessoas dizem que sou bonita, legal, e não entendem como não estou me relacionando com alguém. E eu também não."

Essa é uma situação bastante comum nos atendimentos que realizo. Normalmente são mulheres aparentemente bem resolvidas, independentes, bem cuidadas, mas com uma interrogação no fundo do seu olhar: qual o meu problema?

Muito frequentemente, as mulheres que trazem essa pergunta são do estilo "muito legal e simpática". Não conseguimos enxergar defeito nelas, de tão legais que são. Elas ouvem frases como: "você é perfeita", "você é a pessoa que eu quero ficar junto", "você é mulher para casar".

Mas muitas vezes essas mulheres aparentemente perfeitas no nível físico trazem muitos desequilíbrios em padrões emocionais e mentais. Somos todos seres constituídos não só de matéria física, mas de energia sutil. Pensamentos, crenças e emoções, conscientes ou inconscientes também formam nossos corpos energéticos, que não são visíveis ou tão perceptíveis como nosso corpo físico. Portanto, nossas interações com o meio e com outras pessoas não se dão apenas de modo físico, mas também energético.

O pretendente pode não enxergar os desequilíbrios na mulher que julga perfeita. Mas pode, mesmo que inconscientemente, senti-los."O pretendente pode não enxergar os desequilíbrios na mulher que julga perfeita. Mas pode, mesmo que inconscientemente, senti-los." Bem provavelmente ele vai pensar "ela é tão legal, bonita, bem resolvida... gostaria de ficar com ela, mas parece que falta alguma coisa, algo não está batendo...". Ele não consegue explicar a razão de não ter mais vontade de estar com ela, pois racionalmente não há motivos.

Se você se enquadra no estilo "boazinha e legal" pode também estar mascarando uma tentativa consciente ou inconsciente de controlar o outro. Um jogo em que, de alguma maneira muito sutil, tenta obrigar o outro a fazer aquilo que você quer que ele faça. Quer que ele ame você e se comprometa, que diga e faça aquilo que você espera, que ele atenda as suas carências e todas as suas expectativas altíssimas. Às vezes, cria-se um jogo em que ele sente-se quase obrigado a atender às suas expectativas, afinal você é tão legal e fofa que merece ser agradada. E esse jogo escraviza e cansa a outra pessoa, que se sente aprisionada. Energeticamente, seria como se sua energia estivesse abraçando a dele como um polvo, imobilizando-o e controlando-o. Mais uma vez, esse "ataque" pode não ser visível, mas pode ser sentido, de forma consciente ou inconsciente.

A "boazinha" pode também carregar em seus corpos mental e emocional traumas e crenças negativas a respeito de relacionamentos, que procura esconder e abafar dentro de si. Apesar de aparentemente muito simpática, suas energias desarmônicas podem ser captadas pelo outro, que mesmo sem entender porque, vai se desinteressando.

Se você se envolve frequentemente com parceiros que somem sem explicação, saiba que essa situação sinaliza algo dentro de você."Se você se envolve frequentemente com parceiros que somem sem explicação, saiba que essa situação sinaliza algo dentro de você." Busque através da meditação, ou se sentir necessidade, com ajuda profissional terapeutica, essas questões a serem trabalhadas em você. Durante esse processo pode ser vantajoso ficar sozinha durante um tempo. Não se preocupe se os pretendentes pararem de aparecer, e respeite seu tempo de cura. Quando estiver harmonizada, seu próprio campo energético vibrará de outra maneira, e se encarregará de fazer fluir interações e relacionamentos mais saudáveis.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Ceci Akamatsu

Ceci Akamatsu

Terapeuta acquântica, faz atendimentos individuais no Rio de Janeiro e em São Paulo. Bióloga por formação, se especializou em terapias que promovem a harmonia e o bem-viver. Saiba mais »

Química em relacionamentos amorosos

Uma das mais fascinantes utilidades do estudo da Astrologia reside exatamente na possibilidade de entendermos melhor as pessoas através do estudo de suas cartas astrológicas de nascimento. Descortina-se à nossa percepção a oportunidade de compreendermos diferenças individuais que, de outro modo, seriam mal interpretadas.

A Astrologia classifica os temperamentos em quatro tipos, de acordo com os elementos: Fogo, Terra, Ar e Água. Os tipos de Fogo e Ar são mais parecidos entre si e se comunicam melhor, assim como os tipos de Terra e Água manifestam similaridades que tornam a relação mais confortável. Nada impede, contudo, que um tipo do elemento Fogo se relacione com o tipo do elemento Água. Muito embora ocorram atritos, tais diferenças podem ser substancialmente positivas não apenas para o relacionamento, como também para o crescimento individual.

Quando namoramos, um processo "químico" se processa, e não apenas transformamos o outro, como somos por ele transformados."Quando namoramos, um processo "químico" se processa, e não apenas transformamos o outro, como somos por ele transformados." Os elementos astrológicos interagem, gerando pessoas inteiramente novas.

Para a Astrologia, a análise simbólica do posicionamento de Vênus numa carta astrológica é muito importante. Vênus diz respeito aos nossos gostos, à nossa busca por prazer e satisfação. E a melhor forma de compreender os tipos diferentes de Vênus é fazendo um contraste entre elementos que são psicologicamente opostos que, mesmo se estranhando no início, causam grande mudança na vida um do outro.

Quando Vênus se encontra nos elementos Fogo e Ar (Áries, Gêmeos, Leão, Libra, Sagitário e Aquário), nos vemos diante de um tipo que aprecia a sensação de conquista, de aventura e novidade. Se você deseja conquistar o coração de alguém assim, valem algumas dicas importantes, portanto preste atenção: nunca, de forma alguma, pareça fácil ou demonstre que seu coração foi conquistado. Os tipos de Áries, Leão e Sagitário, por exemplo, gostam de desafios, da sensação de conquista, da adrenalina do primeiro beijo, daquele momento em que não sabemos se o outro irá nos corresponder ou não. Se você oferecer segurança demais, a pessoa pode simplesmente enjoar e partir pra outra. Além disso, não cometa a loucura de propor programas domésticos ou rotineiros para um tipo de Vênus em Fogo ou Ar, a não ser que você saiba ser original e fazer algo de bem diferente no âmbito da própria casa (algo como um jantar com aqueles amigos tailandeses, ou uma noite de queijos e vinhos com um grupo que toca harpa, por exemplo). Evite fazer cobranças, incorporando o modelo "mãe/pai chato(a)". Os tipos de Vênus em Fogo e Ar reagem bem a lembranças sutis, mas reagem muito mal a cobranças agressivas.

E se você quer mesmo conquistar o coração de alguém com esta configuração astrológica, preste atenção para este detalhe fundamental: neste caso, o ciúme pode acabar com tudo. Gente com Vênus em Ar e Fogo costuma ter uma coleção muito substancial de troféus amorosos que pode irritar. Gêmeos, Libra e Aquário, por exemplo, são cortejadores natos, e parecem estar dando em cima dos outros o tempo todo. A pessoa astuta lidará com isso de uma forma relativamente tranqüila, evitando demonstrar ciúmes, principalmente em relação a coisas que já passaram. Por ser vaidoso, o tipo de Vênus em Fogo pode irritar um pouco com sua tendência de chamar atenção a todo custo, se colocando sempre numa posição de ?objeto de desejo? dos outros. Do mesmo modo, o tipo de Vênus em Ar costuma ser tão bem relacionado que causa insegurança em seus parceiros. Com o tempo, entretanto, o Fogo se toca da necessidade de maior estabilidade e termina se aquietando com uma parceria mais firme. E o Ar aprende a ser menos "sociável" e mais seletivo em seus relacionamentos.

No outro extremo do espectro astrológico, encontramos os tipos de Vênus em Terra ou Água (Touro, Câncer, Virgem, Escorpião, Capricórnio e Peixes). Para este tipo, a estabilidade afetiva é fundamental e, para conquistá-lo, é preciso conquistar sua confiança, coisa que pode demorar um pouco. Dados à suspeita, os tipos de Terra e Água são fáceis de magoar, e ficam com o pé atrás em relação à maioria das pessoas ou situações. Podem parecer ossos duros de roer, e são sem dúvidas menos afetuosos e "dados" do que os do tipo Fogo/Ar, mas quando sentem que estão pisando em terreno sólido são capazes de uma dedicação e constância dignos de um romance de cinema. Por outro lado, ainda que sejam tão dedicados e fiéis, são conhecidos por serem cobradores, possessivos e controladores, sendo dados a dramáticos ataques de ciúme quando se sentem ameaçados. A melhor forma de evitar tais chiliques é demonstrando, de maneira amorosa, que a pessoa que você diz amar é efetivamente amada e está em primeiro, segundo e terceiro lugar em sua vida.

Se você deseja seduzir um tipo de Terra ou Água, convide-o para programas intimistas, sem muita "ferveção", pelo menos no começo. O tipo de Vênus em Água costuma ser mais afetivo e doce do que o tipo de Vênus em Terra, que costuma demonstrar que ama mais a partir de atitudes práticas do que de palavras. Tanto o tipo de Terra quanto o tipo de Água gosta de demonstrar ciúmes, e gosta mais ainda quando o outro também demonstra. Por isso, se quer fazer a felicidade de alguém com esta configuração, dê um chiliquezinho de ciúmes de vez em quando, nem que seja só uma ceninha. A pessoa vai adorar. É importante também saber que, para este tipo, demonstrações sólidas são importantes. Palavras, apenas, não seduzem. Nunca pense que vai ganhar aquela gatinha ou aquele rapaz simplesmente jogando charme ou dizendo coisas bonitinhas. O tipo Terra/Água é altamente desconfiado do reino das palavras. Eles entendem que qualquer um pode dizer qualquer coisa, mas que poucos são os que demonstram o que dizem. E não perdoam uma mentira, de modo que veja bem o que você faz quando namorar com alguém deste tipo astrológico!

Apesar dos tipos de Fogo geralmente se atraírem pelos tipos de Ar e os tipos de Água se atraírem pelos tipos de Terra, não é nada incomum que relacionamentos maravilhosos envolvendo elementos conflitantes ocorram. Quando os elementos conflitantes se encontram, atritos podem ocorrer, mas conduzem ao crescimento mútuo. Afinal, sem a Água, o Fogo jamais cessaria sua busca incessante por novas aventuras. Sem o Fogo, a Água estagnaria numa morosidade inativa. Sem a Terra, o Ar não aprenderia a ser mais prático. Sem o Ar, a Terra faria as coisas sempre do mesmo jeito. Sem o Fogo, a Terra tenderia à melancolia. Sem a Terra, o Fogo nunca construiria absolutamente nada. Sem o Ar, a Água viveria imersa no passado. E sem a Água, o Ar se perderia em atividades sociais superficiais. Como se vê, o caminho da evolução interior se dá com mais eficiência quando é a dois. Além de ser mais intenso, tal caminho será muito mais prazeroso.

Quer fazer diferente em 2010? Leia aqui dicas para ter uma vida com mais alto astral neste novo ano.
SOBRE O AUTOR
Alexey Dodsworth

Alexey Dodsworth

Astrólogo há mais de vinte anos, graduado em Filosofia e diretor técnico da Central Nacional de Astrologia. Autor das interpretações de Astrologia, Tarot e Runas do Personare. Saiba mais »
contato: alexey-revista@personare.com.br

sábado, 23 de janeiro de 2010

Fim do capítulo...água...dei a minha sede por vós...em buca de novos horizontes

Sódio(Na+)

O sódio é um elemento químico quase sempre presente nas águas subterrâneas.Seus principais minerais fonte(feldspatos plagioclásios)são pouco resistentes aos proessos intempéricos,principalmente os químicos.Os sais formados nestes processos são muito solúveis.Nas águas subterrâneas p teôr de sódio varia entre 0,1 e 100mg/L,sendo que há um enriquecimento gradativo deste metal a partir das zonas de recarga.A quantidade de sódio presente na água é um elemento limitante de seu uso na agricultura.Em aquíferos litorâneos,a presença de sódio na água poderá estar relacionada à intrusão da àgua do mar.Segundo a OMS,o valor máximo recomendável de sódio na água potável é 200mg/L.

Potássio(K+)

O potássio é um elemento químico abundante na crosta terrestre,mas ocorre em pequena quantidade nas águas subterrâneas,pois é facilmente fixado pelas argilas e intensivamente consumido pelos vegetais.Seus princípais minerais fontes são:feldspato potássico,mica moscovita e biotita,pouco resistentes aos intemperismos físicos e químicos.Nas águas subterrâneas seu teôr médio é inferior a 10mg/L,sendo mais frequente valores entre 1 e 5mg/L.

...bora lá...é só clicar...

LeePubli.com

ganha a ler mails...já o fazes mas por aqui...ganhas o teu...clica aqui...

publituga.com

Siga a ganhar uns cobres...vê como...

Leemails.com

Ganhe a ler mails,visitar sites...clique e siga o site..

Publipt! Clique Aqui!

CLIQUEM AÌ::::

CLIQUEM AQUI:::

Seguidores

Ocorreu um erro neste dispositivo

Pesquisar neste blogue

CLICA:::::ganha o teu...

PTBux
 Veja mais anúncios grátis

Busquem-me Aqui...